Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

O assunto domina a rede social WhatsApp, como sinal de alerta que na sessão ordinária da Câmara Municipal de Paulo Afonso, convocada para amanhã (22), às 9 horas, os vereadores irão aprovar aumento em seus respectivos subsídios. Até o momento não se sabe exatamente qual será a pauta da extraordinária.

 

capa
Câmara Municipal de Paulo Afonso

 

Na sessão da última segunda-feira (19), durante explanação da secretária de planejamento, Patrícia Alcântara, ela foi bastante clara:

 

″Houve esse aumento de R$ 30 milhões, porém, não aumentou o repasse da Câmara, o orçamento da Câmara é diferente do orçamento da prefeitura, o cálculo do orçamento da Câmara é em cima do que aconteceu no ano, a Câmara irá receber em 2017, o que foi arrecadado em 2016″.

 

Portanto, para o próximo ano, dinheiro a mais não há, inclusive alguns vereadores são contra o aumento, porém, já é do conhecimento de todos que em 2018 cresce este repasse, pois, o orçamento deste ano teve aumento significativo saindo dos atuais R$ 218 para R$ 280 milhões.

 

O fato inequívoco é que a população se mostrar extremamente insatisfeita tanto com o desempenho do Legislativo como com a ideia do aumento para os edis. Porém,  a opinião popular é a última a ser levada em consideração, nada impede mesmo que os parlamentares se deem um belo presente de Natal.

 

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

8 respostas

  1. o povo tei que ir pras ruas enquanto a populaçao esta desepregada e passando divicudade os veriador pensa em ao mento acorda povao

  2. Acho justo. Primeiro, é hipocrisia dos que são contra, mas querem que tenha aumento do salário mínimo anualmente, assim como todos os anos os sindicatos aumentam os salários base. Vereadores só podem reajustar os salários a cada 4 anos, ou seja, tem 4 anos que não aumenta e, se não votar o reajuste agora, serão mais 4 anos sem reajustar, ou seja, 8 anos sem aumento. Quem deseja que os salários minimo e do sindicato não aumente durante 8 anos?

    Segundo lugar, o aumento proposto só corrige a inflação, e nem considera os próximos 4 anos sem correções.

    Terceiro, o orçamento está dentro da realidade da câmara da cidade que inclusive sobra dinheiro.

    Quarto, O fato de haverem pessoas desempregadas, e a atual crise nacional, não muda o fato dos salários se defasarem, desemprego sempre existiu, e se isso for motivo para não haverem aumentos, nada mais aumenta nunca, pois não deixará de existir desempregados.

    Seria contra se fossem salários absurdamente altos 20 mil, 30 mil. Mas o valor atual, para os gastos que os vereadores têm, está dentro da realidade. Infelizmente, se torna pouco porque o povo acha que vereador é caixa expresso de banco, vive atrás dos vereadores para pedir favores, e isso tem um custo.

  3. Com as notícias de aumento de vereadores ou não aumento, ficamos sabemos que um vereador em São Ganha 15 mil reais, o mesmo salário é pago em Salvador e Feira de Santana,Como é possível diferenças tão grande? A cidade de São Paulo tem o terceiro maior PIB do Brasil e uma população de 11 milhões de habitantes e um vereador ganha 15 mil reais. Feira de Santana, com menos de 700 mil habitantes e um PIB de 1 bilhão e 100 milhões, um vereador recebe 15 mil reais. Paulo Afonso, com um PIB de 280 milhões, os vereadores querem ganhar 14 mil reais. Tantas diferenças e mesmo assim querem ser iguais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.