Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

A promotora regional eleitoral Luciana Kouri e seu colega Leonardo Bitencurt que têm boa memória, talvez não acreditem nas linhas que se seguem, ambos, no curso do pleito eleitoral, precisamente no dia 23 de agosto,  apreenderam cestas básicas no depósito da prefeitura municipal de Paulo Afonso, depois que receberam denúncias que as ditas-cujas serviam puro e simplesmente para a compra de votos.

 

meio
Oposição espera a Justiça Eleitoral se posicionar para rir por último.

No dia 29 daquele mês, o juiz Adriano Lemos, liberou então as chaves do depósito para que as mães nutrizes – beneficiárias das cestas, não fossem prejudicadas enquanto corria a investigação. E deixou claro que sua decisão em nada impedia que se continuasse vigilante para evitar a famigerada compra de votos.

 

Passaram-se então quase três meses. Eis que o vereador Antônio Alexandre (PMBD), ao término da sessão ordinária da Câmara Municipal desta segunda-feira (21), disse em entrevista ao programa ‘Radar 89’, da Rádio Delmiro FM, que com o passar do período eleitoral, o que era doce acabou.

 

É difícil acreditar em semelhante acusação, pois, não se escuta as vozes famintas das mães na rádio, que então acusava a imprensa que registrou o episódio de ‘sensacionalista’, NÃO É POSSÍVEL!

 

À época, a ‘consciência solidária’ da prefeitura era tão forte para doar as cestas que a promotora, às vésperas da eleição, precisou, mais uma vez, apreender um caminhão, porque este fazia a distribuição em local não informado à promotoria. A prefeitura se justificou dizendo que faltaram algumas mães e que era necessário lhes entregar.

 

Caminhão de cestas básicas da prefeitura foi flagrado fazendo entrega algumas horas após ser encerrada a distribuição às mães nutrizes durante a campanha. (Foto: Arquivo)
Caminhão de cestas básicas da prefeitura foi flagrado fazendo entrega algumas horas após ser encerrada a distribuição às mães nutrizes durante a campanha. (Foto: Arquivo)

 

No mesmo dia a promotora de justiça, Luciana Koury, fotografou sacos de cimento no depósito da Administração do BTN. (Foto: Arquivo)
No mesmo dia a promotora de justiça, Luciana Koury, fotografou sacos de cimento no depósito da Administração do BTN. (Foto: Arquivo)

 

“As mães nutrizes só receberam cestas no período da eleição, e nós temos testemunhas que a primeira-dama disse que, quem recebia cestas anteriormente teria um cartão para receber em dinheiro, e na campanha eleitoral tinha mais de oitocentas cestas básicas amontoadas para distribuir, inclusive cidadãos foram pegos distribuindo cestas”, acusou Alexandre.

 

Ministério Público chegou a interditar o depósito da prefeitura onde estavam as dezenas de cestas básicas. (Foto: Arquivo)
Ministério Público chegou a interditar o depósito da prefeitura onde estavam as dezenas de cestas básicas. (Foto: Arquivo)

 

Promotor de Justiça, Leonardo Bitencourt, com representantes da prefeitura dentro do depósito de cestas básicas após denúncia de suposto desvio na distribuição no período da campanha eleitoral. (Foto: Arquivo)
Promotor de Justiça, Leonardo Bitencourt, com representantes da prefeitura dentro do depósito de cestas básicas após denúncia de suposto desvio na distribuição no período da campanha eleitoral. (Foto: Arquivo)

 

A Paulo Afonso do período eleitoral infelizmente não existe mais, quando o público se acostumou ao projeto Palco Livre, oferecido a cada 15 dias pela prefeitura, com shows alternativos, eis que encerrada a disputa nas urnas, a festa também acabou.

 

Projeto 'Palco Livre' sobreviveu até o último domingo antes da eleição. Terminada a campanha já se passaram sete domingos e nem sinal do evento. (Foto: Arquivo)
Projeto ‘Palco Livre’ sobreviveu até o último domingo antes da eleição. Terminada a campanha já se passaram sete domingos e nem sinal do evento. (Foto: Arquivo)

 

“O atendimento aos domingos de exames na Unimagem, ônibus cheios de pacientes da Unimagem, isto está bem claro que é uma ação política”, reforçou Alexandre.

 

Pois é, alguém se lembra quando uma clínica de Paulo Afonso atendeu exclusivamente aos domingos?, é inescapável registrar: se liberavam exames com uma eficiência digamos, japonesa, mas infelizmente hoje, passada a campanha, já se vive a realidade brasileira de meses e meses…

 

Segue Alexandre: “As borras de asfalto foram jogadas nas ruas até a véspera da eleição, no sábado à noite, você imagine que absurdo, as ruas que estão sendo complementadas agora é porque a promotora notificou. Então ele (prefeito Anilton Bastos) trabalha para mostrar que não era uma obra eleitoreira”.

 

A pressa em colocar capeamento de asfalto no período eleitoral foi tanta que os motoristas sequer tiveram tempo de retirar seus veículos dos estacionamentos. (Foto: Arquivo)
A pressa em colocar capeamento de asfalto no período eleitoral foi tanta que os motoristas sequer tiveram tempo de retirar seus veículos dos estacionamentos. (Foto: Arquivo)

 

Finalizando as cestas de acusações de Alexandre – com o perdão do trocadilho, ainda tem as lâmpadas de led que saíram do centro, segundo afirma o vereador, às pressas, para o BTN. “Encaminharam para o BTN, a equipe de trabalho foi deslocada para mudar o quadro eleitoral do BTN, isso tá lá bem caracterizado que foi crime eleitoral”.

 

O vereador disse ainda que todas essas acusações estão à disposição da justiça e que espera ver o resultado antes que termine o prazo eleitoral.

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

3 respostas

  1. Vai chorar no cemitério toinho cuidar do teu transplante se isso existia por que quando tu mamava também tu não denunciava?aceita que doi menos,se conforme com a sua reeleição na cagada apulso e quem sabe se não rolou da tua parte nem que seja um tanquinho de gasolina?quero ver até quando tu vai ficar nessa cuidado com um infarto fulminante não por causa de política! Por que tu não corre atrás de ajudar a salvar a calaidade em que se encontra o hnas?

    1. Se cuida Willa! Claro que é nome fantasma. Vc tem sorte que esses bacharéis daqui dessa cidade ainda não estão atuando, ou se estão, estar com um sigilo grandessíssimo. Mais ainda creio nesses doutores da Lei daqui dessa cidade para mostrar que tem Justiça aqui nessa cidade. Esses comentários contra essas denuncias fica para esses doutore, a zombaria se dirige para Vsrªs também senhores da Lei, como se aqui a Lei não prevalece, e sim os senhores das enrolações eleitorais. Acordem senhores promotores, é uma vergonha para com Vsrªs também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.