Por

ASSESSORIA PARLAMENTAR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print




 

“A caixa preta da Saúde só será aberta com a CPI”. Essa foi a declaração do vereador Marconi Daniel (PODEMOS) durante sessão remota na Câmara de Vereadores de Paulo Afonso nesta segunda-feira, 26. Ainda segundo o parlamentar, “existem denúncias de que a Prefeitura comprou insumos para a Covid-19 em pet shops”. O vereador destacou que o Legislativo precisa fazer a sua parte que é cobrar uma instauração de CPI na Saúde.

O Vereador classificou como “grave” as denúncias contra a Saúde. Ele disse que: “há cerca de um ano estamos apontando possíveis irregularidades nas compras da Covid-19. Várias foram as denúncias e agora fica claro que podem haver crimes. A prefeitura tinha uma sindicância aberta desde o ano passado, mas nada foi esclarecido. O afastamento da servidora da Saúde nessa nova sindicância só vai servir para tentar encobrir os peixes grades por trás disso tudo”.

Marconi afirmou que a caixa preta do caos em que se encontra a Saúde de Paulo Afonso só será aberta com a CPI. “Sabemos que o Ministério Público Federal – MPF – está investigando e já que a prefeitura vai investigar precisamos usar de nossas atribuições como Legislativo para abrir essa caixa preta através de uma CPI. O povo de Paulo Afonso precisa saber de toda a verdade. Precisamos de uma gestão que defenda e cumpra a transparência.”, denunciou.

O parlamentar denunciou que a Prefeitura realizou uma série de cotações de preços fraudadas, muitas delas sem nem sequer uma assinatura de fornecedores; cotações preenchidas pelo mesmo fornecedor, por empresas que estão com portas fechadas.

“O meu papel enquanto vereador e de cobrar. O dinheiro que estão gastando a torto e a direita aí não é somente deles não. É meu, é seu, é do povo de Paulo Afonso. Não medirei esforços para expor para toda a população pauloafonsina a verdade. Precisamos saber o que tem nessa caixa preta, e garanto que não é coisa boa não”.

O vereador Marconi mostrou-se preocupado diante do aumento de casos da Covid-19 e da superlotação dos leitos nos hospitais na cidade. “O povo está sofrendo, morrendo, a saúde está um caos. Chegamos ao ponto mais crítico que uma gestão pode chegar. O prefeito falou em uma entrevista na semana passada que não sabe quem assumiu o Hospital Nair Alves de Souza – NAIR. Será que ele vai dizer também que não sabe quem autorizou essas compras da Covid?. Prefeito que está no poder e nada sabe. Cabe a mim perguntar, mas quem é o prefeito? . Vamos fazer de conta que ele não sabe de nada e vamos investigar para saber quem está transformando a nossa Saúde Pública num caos”, finaliza.

 







Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

  1. Acorda meupovo
    Capim guiné .Raul Seixas
    Plantei um sitio no sertão de Piritiba
    Dois de pés de guataíba, cajú, manga e cajá
    Peguei na enxada como pega um catingueiro
    Fiz aceiro botei fogo, vá ver como é que tá
    Tem abacate, genipapo, bananeira
    Milho verde, macaxeira, como diz no Ceará
    Cebola, coentro, andú, feijão de corda
    Vinte porco na engorda, inté gado no currá
    Com muita raça fiz tudo aqui sózinho
    Nem um pé de passarinho veio a terra semeá
    Agora veja, cumpadi a safadeza
    Começou a marvadeza, todo bicho vem prá cá
    Num planto capim-guiné
    Prá boi abaná rabo
    Eu tô virado no Diabo, eu tô retado cum você
    Tá vendo tudo e fica aí parado
    Com cara de veado que viu caxinguelê
    Sussuarana só fez perversidade
    Pardal foi prá cidade
    Piruá minha saqué, qué, qué
    Dona raposa só vive na mardade
    Me faça a caridade, se…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.