Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Deputado Inácio Loiola. Reprodução

Por Jairo Ribeiro (Correio Notícia)

 

A pergunta é feita e a resposta … é uma incógnita. Quem manda na Polícia Militar?

 

A repercussão da desavença entre o deputado estadual Inácio Loyola (PDT) e o sargento Guerra, lotado no Grupamento da Polícia Militar (GPM) no Distrito Piau, município de Piranhas, levanta dúvidas que embora o governo seja outro a pratica do ‘sabe quem sou eu?’ continua em Alagoas.

 

Era por volta das 22 horas do sábado, 28, quando o militar, de plantão no GPM, foi até uma casa no Piau sob a alegação que a festa de aniversário da dona do imóvel, que completava 60 anos, estava incomodando os vizinhos.

 

A idosa aniversariante argumentou que a comemoração acontecia entre familiares e amigos muito próximos e que não entendia o motivo para acabar a festa. Por sua vez o sargento teria alegado que o GPM não tinha sido comunicado oficialmente.

 

Em meio ao bate boca os dois lados teriam se exaltado e o deputado – um dos convidados da dona da casa – decidiu interver.




 

“Tô dizendo a vocês…vou ligar pro comandante da polícia agora! Se quiser acabar a festa, ele vai me prender aqui. Se você tiver coragem me prenda! Quem assume agora sou eu, pra você aprender a respeitar as pessoas”, dizia o político que é da bancada do governador na Assembleia.

 

Para a imprensa, Inácio afirma que o policial estaria a serviço de alguém, pois não havia motivo nenhum para a atitude em uma festa de uma pessoa idosa – que todos os anos acontece – e que transcorria de forma ordeira e com, segundo ele, aprovação dos vizinhos.

 

É sabido que o deputado é contrario a reeleição da atual prefeita de Piranhas, sua terra natal e onde só teve 3.979 votos na última eleição. O município tem 15.550 eleitores. Inácio, que já foi prefeito do município, tentou emplacar seu nome para a eleição do próximo ano, mas a própria família foi contra e decidiu lançar outro candidato.

 

Entre oficiais e outros membros da Polícia Militar a cena de desarmonia entre Inácio e o experiente policial é vista com preocupação. Todos temem que Guerra, de alguma forma, estando certo ou errado, seja punido e prevaleça a antiga máxima de: ‘manda quem pode, obedece quem tem juízo’.

 

Assista:

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Por causa de som alto, deputado Inácio Loiola (Piranhas-AL) ameaça policiais. Parlamentar comemorava o aniversário de uma comadre.

Uma publicação compartilhada por PA4 – Ozildo Alves (@sitepa4) em

 







Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

5 respostas

  1. Se o sargento frequentasse as igrejas de hoje prenderia todo mundo. Como “os incomodados que se mudem”, as igrejas estão se esvaziando. A gente honra a Deus no cantinho do quarto, como fazia Jesus, sozinho e no silêncio que leva a Deus. Lamentável. O jeito é a gente se recolher à insignificância da gente. Para quem curte o somzão, nosso respeito entretanto.

  2. Imagiine se não houvesse a lei dos decibéis. O sargento se console porque nem ass igrejas que dizem amar ao próximo não respeitam. Os vizinhos que se mordam.

  3. Pffff…. política, isso n muda nunca. Culpa da turma do toma-la dá cá, que só enaltece gente assim. Como se diz, cada um tem o político que merece.

  4. Aqui na Bahia também não é diferente, digo isso pois numa cidade onde meu compadre trabalha, de nome Canudos, até vereador tem “somzão”, o tal de paredão. E quem quiser que se meta lá com o grupo político dominante nesta cidade sem lei!

  5. Vai aproveitando Deputado folgado, isso vai acabar, lei é lei e você não está acima, era para algemar e colocar na viatura…. E se folgar borracha nos couros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.