Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print




 

 

Representantes da Secretaria de Administração participaram de uma reunião no 20º Batalhão da Polícia Militar para intensificar e definir as ações realizadas para a fiscalização das medidas restritivas de enfretamento a covid-19. O encontro aconteceu na manhã desta sexta-feira (26), e objetiva o cumprimento do decreto publicado pelo Governo do Estado, com ações efetivas a partir deste sábado (27).

 

O trabalho será realizado em conjunto com a Policia Militar, Guarda Civil Municipal, Gerência de Trânsito (GTRAN) e Vigilância Sanitária.Durante a reunião várias ações foram decididas, entre elas está o reforço nos povoados e chácaras do município. De acordo com o subsecretário de Administração, Adilson Ângelo, as pessoas têm se deslocado para esses lugares, onde são realizados eventos com bebidas e aglomerações.

 

Outra ação definida foi a instalação de duas barreiras, localizadas no Riacho da Morena e na entrada da Vila Matias, que terá como objetivo fiscalizar o transporte intermunicipal, com abordagens e averiguar a situação do veículo e do condutor. A equipe fiscaliza ainda as vans que trafegam na cidade, vindas de outros estados. Esta ação valida o decreto estadual, que suspende tráfego do transporte intermunicipal de 1º a 6 de abril.

 

A atividade montada pelos órgãos também será intensificada para impedir a venda ilegal de bebidas alcoólicas. De acordo com o subsecretário, muitas denúncias foram feitas referentes a entrega ilegal, onde os motoboys que realizam delivery de comida, também têm feito a entrega de bebidas. “A gente pede a compreensão de todos, mas as denúncias alegam que os motoboys de comidas entregam bebidas alcoólicas, e isso contraria as regras estabelecidas pelo decreto. Por este motivo se fez necessário a fiscalização das entregas de delivery”, acrescentou Adilson.




 

“Pedimos a colaboração da população para denunciar qualquer prática que coloque em risco a saúde da população. Não é só esperar do poder público, nós como cidadãos, temos que fazer a nossa parte, temos que dar exemplo e denunciar quem está colocando sua saúde em risco e a saúde da população”, conclui.

 

Além de Adilson, estiveram presentes à reunião, o secretário de saúde, Adonel Júnior, o subcomandante Ribeiro, Capitão Estevam, tenente Souza Júnior, o comandante do Comando Municipal de Segurança e Transito (Comsetran), Jota Luna, o superintendente de trânsito Gildvan e o supervisor da Gerência de Trânsito (GCM), Paiva.

 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

3 respostas

  1. Denunciar a quem? Porque fazemos a denuncia e não dão nem ousadia. Nem vão averiguar . Esses dias passamos o final de semana todo ligando e nada ,até hoje esperamos e nada. a folia já começou aqui desde cedo. fecha tudo na cidade e correm tudo pra zona rural.

  2. Existe sim uma tecnica…. ( evitem fazer qual é o problema BAIABO..nas universidades públicas, cota de vaga, o de tantos vai atrás de vocês… O demônio vai atrás na vocês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.