Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Convidada às pressas para opinar sobre ‘aprovação do crédito adicional de pouco mais de R$ 7 milhões ’, pelo vereador Antônio Alexandre (PMDB), na sessão ordinária desta segunda-feira (19), Esmeralda Patriota (APLB), não se omitiu em dizer o que pensa, não apenas fazendo a pergunta que DEVERIA VIR DOS VEREADORES, QUE AO QUE PARECE, EXISTEM PARA FISCALIZAR O EXECUTIVO, mas em nome de uma comunidade que vê a inutilidade de um Poder em resolver os problemas do povo.

 

esmeraldaa
Esmeralda Patriota em sessão da Câmara Municipal de Paulo Afonso.

 

Nota à margem: Luizinho da Embasa presente à sessão – um dos responsáveis pela transição do governo, foi citado várias vezes pelos edis, alguém acha que um deles tocou pelo menos, só para lembrar que a Embasa existe?, e existindo nos oferece este ‘excelente serviço?’, claro que não. Sigamos com Esmeralda, e sua brilhante assertiva:

 

″Quando no dia 30, Fundeb dos professores entrar será aplicado a onde?″, a pergunta óbvia de Esmeralda, vem exatamente porque a secretária de planejamento, Patrícia Alcântara, informou que esta anulação era, para entre outras coisas, não atrasar o pagamento do décimo terceiro dos professores.

 

Veja que os vereadores, na ânsia de agradar os representantes do prefeito, atropelaram o colega Alexandre, que pediu mais tempo para avaliar – porém, ele só é um, mas se quer perguntaram o que seria feito do recurso federal?, nada, nadica, apenas votar logo, rápido, porque assim o governo quer.

 

VEREADOR SERVIDOR DO CHEFE DO EXECUTIVO

″Quero dizer para minha tristeza a todos os edis, que em 2017 seja diferente, quando um projeto entrar, pegue as partes interessadas e discutam um pouco […] o que eu vejo hoje na prática é vereador servidor do chefe do executivo e sabe porque eu digo isso?, porque é tudo em cima da hora, não se discuti e vossos interesses pessoais é que são colocados aqui″, disse Esmeralda, que ao final de sua breve, mas valorosa participação, foi efusivamente aplaudida.

 

Onde está a transparência?

Esmeralda foi honesta e disse que não ia emitir ‘parecer’, pois não teve tempo para se dedicar ao projeto, quiséramos nós que os ‘ditos’ representantes assim o fizessem.

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

10 respostas

  1. Não teve tempo pra se dedicar ao projeto pois estava apoiando a ocupação do IFBA. Alunos e não alunos adentraram no instituto, impedindo as atividades dos servidores e dos outros alunos que eram contra a ocupação,….

      1. Do meu futuro? Sério? Estou com pelo menos 3 meses de aulas atrasadas, verba pública (150.000,00 Reais) retornou por causa dessa palhaçada! E você me pede pra me liga, vai procurar o que fazer Roberto Amorim!

  2. Esmeralda sempre buscando o melhor para nós Pauloafonsinos. Quisera nos a sorte de tê -lá um dia como PREFEITA de Paulo Afonso!! Vamos que vamos você tem a resposta pra uma Cidade Melhor!

  3. É uma vergonha estes representantes do povo, enoja qualquer um, mais uma vez parabenizo quem se vendeu nessas eleições porque conseguiu o que queria que foi eleger e manter o mesmo grupo político que cospe na cara do povo e ainda tira onda!

  4. Precisava alguém perguntar a Esmeralda sobre a aplicação dos recursos do sindicato amealhados compulsoriamente de todos os professores. Onde são aplicados? Qual o seu salário e o de sua “assessora” direta? E a luxuosa sede com piso em porcelanato caríssimo? E o carro com gasolina ilimitada paga por nós? E os hotéis de luxo que se hospeda em Salvador a pretexto de “reuniões “?Ela fala em transparência, mas sabe-se que os métodos que utiliza pra se perpetuar no poder não são nada transparentes…

  5. BANDO DE URUBUS INÚTEIS ESSES VEREADORES DO PREFEITO, QUE O CAPETA HABITE EM SUA MENTES QUANDO ESTIVER NA SESSÃO DA CÂMARA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.