Por

REDAÇÃO, COM ASCOM/PMPA

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print




 

 

Uma videoconferência realizada pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) reuniu os prefeitos do consórcio de saúde para tratar sobre os números da covid-19 na região. A reunião foi conduzida pela subsecretária de saúde, Tereza Cristina Paim, e a chefe de gabinete, Elisa Pellegrini.

 

Durante a conferência foram apresentados os dados referentes a vacina, ocupação de leitos e casos ativos. O prefeito Luiz de Deus falou da redução dos casos ativos no município, que passou de 705 no dia 5 de março, para 201 nesta quarta-feira (17), obedecendo o protocolo do Estado de 10 dias de isolamento. Ele participou acompanhado das enfermeiras da Vigilância em Saúde, Micheline Moreira e Olímpia Ribeiro.

 

O gestor falou ainda sobre a quantidade de vacinas aplicadas, que totalizam 7.552, entre 1ª e 2ª dose, sem nenhuma em estoque. “Estamos fazendo todas as ações possíveis, cumprindo tudo que o Estado nos direciona e estamos recebendo mais 1.640 novas doses que serão aplicadas nos próximos dias, dando continuidade para os idosos a partir de 75 anos”, diz o prefeito.

 

Os prefeitos do consórcio – Abaré, Macururé, Chorrochó, Glória, Jeremoabo, Pedro Alexandre, Rodelas e Santa Brígida também foram ouvidos. Ao final da reunião, Elisa parabenizou o esforço dos gestores para a redução de casos, especialmente no que diz respeito ao cumprimento do decreto Estadual 20.311, que tem ajudado a diminuir os números e fazer com que a Bahia seja o primeiro estado a estabilizar a doença no país.




 

“Sabemos que é difícil, que é uma grande batalha, mas com o esforço de vocês vimos os números reduzirem nesta região da última reunião realizada no dia 5 para hoje. É uma luta, mas vamos persistindo para que possamos avançar cada vez mais contra esse vírus”, falou a chefe de gabinete.

 










Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

4 respostas

  1. Em Paulo Afonso, funcionários da Séc de Saúde são demitidos. Em Rodelas, o prefeito Emanuel Rodrigues do PC do B, emite decreto e, ao mesmo tempo, faz vista grossa às aglomerações. E, cego de ódio dos professores que não confiaram seus votos a ele, desrespeita decisão do STF que proíbe redução de jornada de trabalho e salário de servidor público.

  2. Esse destaque ele sabe muito bem que foi em razão da diminuição do tempo que considera a pessoa doente, que foi reduzido de 15 para 10 dias. E o principal, a prefeitura não realiza testes. Desafio qualquer um conseguir ser testado em caso de suspeita de Covid.
    Reflexo disso, é a diminuição de casos ativos e os leitos 100% ocupados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.