Por

Rebeca Menezes / Lula Bonfim (Bahia Notícias)

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print




 

 

Com os 112 óbitos notificados pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) nesta quarta-feira (3), a Bahia completou a semana mais mortal da pandemia no estado. Foram 752 óbitos em sete dias, considerando dados a partir da última quinta-feira (25), uma média de 107,4 mortes diárias. No total, desde março de 2020, 12.140 baianos morreram em decorrência da Covid-19.

 

Anteriormente, o período de sete dias mais mortal havia sido registrado durante a primeira onda de contaminação, entre os dias 19 e 25 de agosto de 2020, quando 509 pessoas perderam a vida para a Covid-19, uma média de 72,7 óbitos diários.

 

Por outro lado, o período de sete dias com menos mortes desde o pico identificado em agosto de 2020 foi entre 24 e 30 de novembro, quando a Bahia perdeu 145 pessoas para a doença, com média de 20,7 óbitos diários.

 

OUTROS RECORDES

A Bahia bateu, nesta quarta (3), outros recordes negativos dentro do contexto da pandemia do novo coronavírus. O número de internados com casos graves da Covid-19 (984) é o maior desde o primeiro registro da doença no estado.

 

A taxa de ocupação dos leitos clínicos reservados para pacientes com Covid-19 também é a mais alta desde o início da pandemia, alcançando 75% nesta quarta.




 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.