Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print




 

De acordo com decreto publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (6), estão suspensas a circulação e a saída, a partir da primeira hora de segunda-feira (8), de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans, no município de Paulo Afonso.

 

A chegada desses transportes na cidade estará suspensa a partir das 9h da segunda-feira. A medida vale até o dia 15 de março.

 

Neste período, será permitida a circulação de transportes rodoviários e hidroviários para deslocamento de trabalhadores, desde que conduzidos para o exercício de atividade profissional.

 

A medida tem como objetivo conter a disseminação do novo corononavírus no município baiano que contabiliza mais de 600 casos ativos.



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

9 respostas

  1. E aí,  como vamos fazer,  se depois de todos estarem vacinado e ainda assim continuar se infectando pelo Covid?
    Temos que continuar em quarentena,lookDown e toque de recolher  eternamente?

    Isso põem em duvidas a eficácia da vacina?

    No início a justificativa da quarentena era para da tempo dos gestores públicos construírem Leitos, hospitais ou seja da tempo dos gestores públicos prepararem a saúde para receber os infectados da pandemia,  isso foi feito?
    Paulo Afonso Bahia,  continua com a mesma convidada de Leitos (10) desde o início da pandemia?
    isso é um tapa na cara da população do trabalhador.

    Enquanto políticos que não tem compromisso com a Saúde da população estiverem no poder essas medidas de toque de recolher,  lockdown , cancelamento de viagens de ônibus etc, etc, não vai resolver e nem diminuir o número de infectados. Até porque,  não tem fundamento você impedir o direito de ir e vir do cidadão tendo como base só e somente só o número de infectados de uma região em relação a outra.

    Pois vários fatores tem que ser levado em consideração para tais medidas serem tomada. Sendo Assim:
    Quantidade de habitantes de uma região em relação a outra e a Capital , por exemplo.
    Pois tratar a população de Paulo Afonso dessa forma governador e prefeituro é discriminação e preconceito contra a população de um município com 120 mil habitantes?
    Na minha opinião,  isso é   um conluio entre Ruy é LD para Prejudicar a população de Paulo Afonso Bahia!

    – se toque de recolher  e fechamento de comércio é  inibidor e impede a infecção por coronavirus,  porque quem teve que continuar trabalhando – função essencial  ( motorista de transporte público,  pessoal da saúde,  policiais, pessoal de supermercados , farmácia etc, etc …) Não sofreram com infecção em massa?

    Pra onde foi a verba federal enviada pra cada município e para cada estado brasileiro, inclusive para Bahia  e para Paulo Afonso ?

    = Se já era previsto a “segunda onda” porquê os hospitais de campanha foram desativados?

    – porque Educação não é prioridade, pois ninguém fala nada sobre retornar  as aulas?

    Há quem torça pro quanto pior melhor .
    As pessoas tem que ter responsabilidade com a vida , com os empregos em fim com a saúde das pessoas – Digo saúde no sentindo amplo,  no sentido holístico ( saúde física,  saúde mental,  saúde financeira…) essa pandemia trouxe um desequilíbrio na saúde das pessoas,  e os gestores públicos tem que pensar nisso .

    O quê vemos é Uma pandemia sendo usada para políticos fazerem cadáveres de palanques E um ficar jogando a culpa no outro, e resolver o problema que é bom , nada!
    Temos que entender que a quarentena e o lockdown não são uma pananceia!

    Todos são iguais perante a constituição e o Governador e O prefeito de Paulo Afonso,  digo prefeito, Pois está agindo por omissão e conivência com o Governador,   estão violando a constituição quando impõem esse tipo de restrição ao cidadão de Paulo Afonso!

    Temos que tratar os iguais de formas iguais os diferentes de forma diferente na medida de suas desigualdades para tentar iguala-los, e não impor medidas ditatoriais numa população com a desculpas de está combatendo o coronavirus .

    OBS: Isso numca vai acabar enquanto o estado de calamidade estiver estabelecido e as licitações dispensadas devido essa pandemia chinesa.

    1. Por que as classes trabalhadoras que acham que devem ter prioridade não vão as ruas em carreatas exigir vacinas para toda população?… Nenhum vereador, Deputado Estadual, Deputado Federal, Comerciantes, OAB,MP falou nada em prol da vacina, ou estão de acordo com o discurso negacionista do Governo Federal? Com essa atitude não estão nem respeitando os profissionais da saúde que estão na linha de frente e muitos já morreram. A única solução para esse problema é a VACINA!

  2. Aposto que vai aparecer uma autoridade bolsonarista alegando o direito de ir e vir e vai acabar com esse decreto, só que ele já foi vacinado com a CORONAVAC a vacina da CHINA igual a mãe de Bolsonaro que foi vacinada também com a CORONAVAC, e os otários e mulheres otárias que não se valorizam continuam acreditando no maluco.

    1. Quem disse que a mãe de Bolsonaro tomou a Coronavac? Se informe. Pesquise. Vá no canal de Bolsonaro e veja você mesmo ele falando qual vacina ela tomou. Deixa de tanto mi mi mi que até Rui Costa com seu secretário de saúde confirma a eficácia da Hidroxicloroquina e Ivermectina. Mesmo depois de um ano. Retrocesso essa esquerda.
      Responda a pergunta do colega acima, porque trabalhadores de supermercados, motoristas de coletivo, etc. não pegaram o vírus em sua maioria.
      Acorda pra vida e deixa de seguir canais do retrocesso da esquerda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.