Por

GAZETA DE ALAGOAS

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Comissão que vai elaborar edital do concurso para o TJ se reuniu nesta quarta-feira. FOTO: ITAWI ALBUQUERQUE/TJ

A comissão do concurso para servidores da Justiça alagoana esteve reunida, nesta quarta-feira (22), para discutir os critérios que deverão ser exigidos no edital e as necessidades do Poder Judiciário. De acordo com o presidente da comissão, desembargador Alcides Gusmão da Silva, ainda não há previsão de quando o edital será publicado, porém, possivelmente, serão ofertadas vagas para o ensino médio e superior.

 

“Essa primeira reunião teve como finalidade maior levantar os dados necessários para trabalharmos justamente o edital. Ainda não podemos afirmar o quantitativo, mas nos levantamentos preliminares há uma carência de cerca de 300 cargos”, disse o desembargador.

 

A comissão, instituída na semana passada, é composta ainda pelo juiz Hélio Pinheiro Pinto, pelo diretor-geral do TJ/AL, Alexandre Sodré; pelo diretor-adjunto de Gestão de Pessoas do Tribunal, Klístenes Silva Lessa; pelo servidor Alexandre de Caiado Castro Moraes, que será o secretário, e pela presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário, Raquel Faião Rodrigues.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

4 respostas

  1. Dói até o coração uma notícia dessa. Fiz inscrição para concurso em Maceió ano 2007 , eles receberam o dinheiro das inscrições, anularam o concurso e até hoje nem recebi o dinheiro da inscrição é não chamaram os inscritos para uma nova prova.

  2. Fico pensanando antigamente não existia esses tais concursos e não faltava empregos ,difício e ver gente gastando o que não tem com cursinhos viagem um monte de despesas e os que tem condições comprando vagas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.