Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Vamos às linhas gerais, para depois descer aos ″entretantos″ da sessão ordinária da Câmara Municipal desta segunda-feira (17), que deu o tom de como as coisas vão andar na próxima legislatura.

 

Havia da parte governista muita urgência em aprovar um crédito adicional de R$ 8 milhões – pedidos pelo prefeito Anilton Bastos (PDT), mesmo que, boa parte dos vereadores governistas não soubessem patavina do conteúdo. Se o vereador consegue permanecer sentado, basta, sentado sem abrir a boca aprova. Foi o que aconteceu.

 

dsc_7956
Plenária da Câmara Municipal

 

Por 8 votos a 4, contando uma abstenção – da vereadora Lêda Chaves (PDT) e a ausência de Edson Oliveira (PP) o crédito passou. Porém, sofreu para passar, a discussão durou mais de 1 hora.

 

Do lado oposicionista, pelo menos o couro engrossou, ainda não endureceu totalmente – como pediu o deputado Mário Júnior (PP), é preciso reconhecer que mudaram, hoje também pediram o adiamento da votação.

 

Convém dizer que o povo lotou as dependências da Casa, e muitos saíram indignados com a falta de transparência em relação ao conteúdo aprovado, xingaram e vaiaram os vereadores da base: vendidos!, e analfabetos!, foram as palavras mais graciosas.

 

Muitos jovens chegaram para acompanhar, boa parte foi embora após a aprovação, dizendo que não valia mesmo a perder o precioso tempo vendo e ouvindo o parlamento.

 

″Temos aqui os funcionários do executivo″, bravejou Alexandre contra os colegas.

 

″Estamos vendo aqui verbas que se quer são especificadas, você tira recursos de uma verba para a saúde, de alta e média complexidade e se quer diz para quê?, nós gostaríamos de saber?, essas dotações, são pedaladas sim, porque essas ações já foram efetuadas por ele (Anilton)″, novamente Antônio Alexandre.

 

O vereador finalizou dizendo se tratar de um momento vergonhoso para a Câmara: ″Aprovamos um crime cometido, e que agora está sendo regularizado″.

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.