Paulo Afonso terá mini-hospital de campanha no Ginásio Esportivo Luís Eduardo, diz prefeitura

Em entrevista coletiva, secretário de Saúde atualiza informações sobre o combate a Covid-19 no município

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR COM ASCOM/PMPA | 22 de Maio de 2020 às 22:24




 

 

Nesta sexta-feira (22), o secretário de Saúde, Guiarone Garibaldi, concedeu mais uma entrevista coletiva transmitida ao vivo pelas redes sociais. O encontro, promovido serviu para atualizar as informações sobre as medidas tomadas pelo governo municipal para controlar a incidência da covid-19 em Paulo Afonso, aconteceu no Auditório Edison Teixeira e contou com a participação de profissionais de rádios, sites e veículos de comunicação da cidade.

 

Guiarone iniciou ressaltando a preocupação do prefeito Luiz de Deus e a dedicação dos profissionais da Saúde, como ferramentas fundamentais na luta para impedir a incidência de novos casos da doença no município. “Continuamos trabalhando com o objetivo de salvar vidas. Todas as decisões são tomadas com o aval do nosso gestor, que tem dedicado atenção especial às ações que visam barrar a contaminação”, falou.

 

Retorno das barreiras sanitárias

 

Entre as novas medidas consideradas essenciais para impedir a incidência de novos casos, anunciadas na quinta-feira (21), o secretário confirmou o retorno das barreiras sanitárias, a partir deste sábado (23). Além dos pontos de abordagens que voltam a funcionar no posto da Polícia Rodoviária Federal, entroncamento entre a BR 110 e BA 210, e na divisa com o município de Glória, próximo à entrada da localidade Riacho da Morena, será montado um posto no povoado Malhada Grande, em frente a unidade de saúde. No local, as equipes estarão verificando a temperatura e saturação de oxigênio de motoristas e ocupantes dos veículos que transitam pela rodovia. Ao lado do PCTRAN, próximo à ponte de acesso à ilha, continua funcionando o corredor para desinfecção de veículos.

 

Mini-hospital de campanha no Ginásio Luiz Eduardo Magalhães

 

Outra novidade anunciada pelo secretário foi o início do funcionamento do mini-hospital de campanha no Ginásio Esportivo Luís Eduardo, que desde o anúncio da pandemia funciona como centro de triagem. Serão instalados leitos de enfermagem para abrigar provisoriamente pacientes em observação.

 

Testes rápidos

 

As enfermeiras da Vigilância em Saúde, Micheline Moreira, que é superintendente, e Jaqueline Rezende, que participaram da entrevista, informaram que em breve o Laboratório Central (Lacen) estará apto a realizar exames para detecção do novo coronavírus. “Já foi construída uma sala para a instalação dos equipamentos que serão enviados pelo Governo do Estado. A Secretaria de Saúde continua cobrando a chegada dos equipamentos para que possamos iniciar esse trabalho no mais curto espaço de tempo possível”, reforçou Micheline.

 

A equipe ressalta que os testes rápidos para detecção do novo coronavírus são realizados em pessoas que apresentem sintomas, como coriza, febre e dificuldade para respirar. Em caso de suspeita, a pessoa deve procurar a unidade de saúde do seu bairro, onde será atendida, avaliada por um médico e, se houver necessidade, encaminhado para um dos centros de triagem para fazer o teste rápido. Em caso de suspeita, o paciente ficará em isolamento domiciliar e se o resultado for positivo, será encaminhado para a UPA/Covid.

 

Funcionamento do comércio

 

Sobre o funcionamento do comércio, o secretário reafirmou que o horário de funcionamento determinado no novo decreto é das 7h às 13h, para não coincidir com as atividades dos salões de beleza e barbearias, autorizados a funcionar das 13h às 18h. Em todos os estabelecimentos é obrigatório o uso de máscara e higienização das mãos com álcool em gel.

 

Fake news

 

A equipe alertou a população sobre notícias inverídicas espalhadas por pessoas mal intencionadas, para causar pânico. “Todas as informações referentes à contaminação pelo coronavírus são passadas de acordo com as determinações da Secretaria Estadual de Saúde. O setor jurídico da Prefeitura tomará medidas cabíveis contra os autores de fake news”, ressaltou Guiarone.

 

Paulo Afonso inverteu a curva, diz prefeitura

 

O secretário agradeceu às secretarias de Meio Ambiente, Infraestrutura e Administração, parceiras da Secretaria de Saúde nos trabalhos realizados nas barreiras sanitárias. Guiarone fez uma comparação entre Paulo Afonso e outros municípios do Brasil em relação aos resultados. Segundo ele, um estudo preliminar feito pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), apontou o município como o único do país que inverteu a curva da contaminação.

 

“Isso se deve à seriedade do nosso trabalho e o apoio total do prefeito Luiz de Deus. Mas para que continuemos controlando a situação, a população deve nos ajudar, obedecendo às normas, ficando em casa e se precavendo, usando máscaras ao sair, em casos de extrema necessidade”, concluiu.

 

Vacinas

 

A equipe da Secretaria de Saúde informa que a partir deste sábado (23), das 8h às 17h, em sistema de drive thru, serão aplicadas todas as vacinas interrompidas por determinação do Ministério da Saúde, em virtude da pandemia do novo coronavírus. O objetivo da ação é atualizar a caderneta de  vacinação de todos os grupos de pessoas.

 

 

No boletim Informativo desta sexta-feira (22), foi registrado mais um caso positivo de Covid-19. Agora são 15.

 

 




 



19 pensamentos em “Paulo Afonso terá mini-hospital de campanha no Ginásio Esportivo Luís Eduardo, diz prefeitura”

  1. Mini hospital?
    E por que não equipam o “Hospital COVID” com o equipamento necessário?
    Será que é apenas para aumentar os gastos públicos que podem ser feitos sem licitação em virtude da situação de calamidade?

  2. Esta de parabéns as Equipes que estão envolvidas neste combate, mas também não podemos deixar de salientar a subnotificação que não é só um problema de Paulo Afonso, mas do Mundo. Agora deixo uma sugestão ao Secretário, tomando como base o que O governador Rui Costa fez junto com o Prefeito de Salvador. Começaram a testar por bairros e os números foram preocupantes, pois 20% dos testados deram positivo. Nos temos uma população estimada de 120 mil habitantes, porque não testamos todos? Isso custaria aos cofres públicos muito menos do que foi gasto com a tentativa de contenção de baronesas.

    Mais uma vez parabenizo toda as Equipes envolvidas no enfrentamento do COVID em Paulo Afonso.

    1. Concordo com seu comentário, o problema é grave e a população tem que fazer sua parte pois não existe vacina nem medicamento para combater o corona virus , o presidente bolsonaro com sua irresponsabilidade fica fazendo propaganda da cloroquina porque o exercito está fabricando esse medicamento e já foram gastos milhões nessa produção, porem esse medicamento não serve para combater o Covid-19.

  3. DEPOIS DA COBRA MORTA VOÇÊS QUEREM MATAR ELA. TIRARAM AS BARREIRAS, AGORA QUE A MERDA PEGOU, COLOCARAM DE VOLTA. IRRESPONSAVELMENTE, PEGAM UNS COITADOS DA EDUCAÇÃO, SEM PREPARO NENHUM E COLOCAM NA LINHA DE FRENTE PRA SE LASCAREM. VÃO PRA NÃO PERDEREM O EMPREGO. SEI DE TUDO, POIS FUI FUNÇIONÁRIA DÁI. ATÉ OS ENFERMEIROS, MUITOS COPRARAM COM SEU PRÓPRIO DINHEIRO O MATERIAL DE TRABALHO: MASCARAS, EM FIM OS EPIS. KITS DE SEGURANÇA. NÃO VOTO EM ANILTON, MAS INFELISMENTE ELE TÁ CERTO, QUANDO DISSE: A CIDADE ESTA SEM COMANDO. SÓ DEFENDE ESSA PREFEITURA, QUEM TÁ MAMANDO LÁ. CABE A NÓS AMIGOS ELEITORES, TIRARMOS ESSES MILIONÁRIOS DE LÁ. VAMOS TIRAR ESSA TROPA DE ELITE. JÁ FAZ TEMPO QUE NÃO DEVERIAM ESTAREM MAIS LÁ. A COISA NA PREFEITURA, TÁ TÃO NOJENTA, QUE QUANDO EU PASSO DE CARRO NA FRENTE DELA, SINTO UM FEDOR TERRIVEL.

  4. Precisa u é espetáculo?
    Se tem orçamento pra essa vitrine, porque não investir na remoção/isolamento de tantos moradores de rua ?
    Tô de olho!!!!!

  5. Hospital de campanha? Cadê o prédio da UPA? Já lotou? Há muita coisas entre a covid-19 e a ssecretaria de saúde do que supõe nossa vâ filosofia!

  6. A equipe de saúde de Paulo Afonso esta de parabéns…bom trabalho até aqui, nem JESUS Cristo agradou a todos!

    Se fizermos uma comparação com cidades do mesmo porte podemos observar….
    Vejam Serra Talhada como exemplo quase 80 casos
    Confirmados, Jequié, Ilheus, Itabuna, etc.. números muito maiores que P.A, sem citar a Decisão Judicial que proibiu as barreiras aqui em P.A…por ai vai..

  7. Como falar em hospital de campanha se nem o hospital covid (upa) está pronto? O secretário sabotou o isolamento e agora isso? É interesse de mais aí tem.

  8. Falando do hospital de campanha!
    O Jonas terá 100 leitos de observação que está em reforma, não faz sentido um hospital de campanha, priorizem o fim da obra.

  9. Meu Deus é revoltante o cinismo desse políticos. Mini hospital de campanha? Cadê o hospital covid que foi inaugurado? Meu Deus, como disse a ministra tem que começar a prender esses governadores e prefeitos bandidos. Só falta agora começar a comprar caixão e abrir covas. Que nojo

  10. Os casos só aumentam e ainda mantém o comércios e essas atividades desnecessárias abertas…. Enquanto tiver leito vão continuar mantendo as coisas como estão. Esses mini hospital só serve para ajudar a dar falsa impressão de controle. Com essa doença não podemos brincar, são vidas em risco. Como diz o ditado, PREVENIR É MELHOR QUE REMEDIAR.

  11. Cadê os 11 milhões? Cadê os leitos do HNAS? Cadê os leitos da UTI? Agora vão construir um hospital de campanha? 9 milhões vai servir pra engordar o bolso dos fazendeiros e os 2 milhões pra construir esse hospital.Eita roubalheira.Um dia a casa vai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.