Por

Por Ítallo Timóteo | radar89.com.br

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Vítima à esquerda e os três suspeitos de participar de sua morte em Delmiro Gouveia.
Vítima à esquerda e os três suspeitos de participar de sua morte em Delmiro Gouveia. (Crédito: Ítallo Timóteo – Radar89)

Os acusados da morte do jovem delmirense Fábio Tavares dos Santos, 22 anos, tiveram a pedido de prisão preventiva decretadas na manhã desta segunda-feira (14), pelo juiz plantonista da comarca de Delmiro Gouveia, Kleber Borba. Wallison Carlos dos Santos, 27 anos, Edenio Meneses Santos, 20 e Wagner Santos Oliveira, 38 anos, foram presos em Arapiraca, no Agreste de Alagoas. Eles foram reconhecidos através de fotografias por testemunhas.

 

 

De acordo com o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, os criminosos estariam em um veículo Gol de cor branca e placa ATN-5147/Aracaju-SE, no interior do veículo foram apreendidos uma pistola 380 e um revólver calibre 38, além de luvas, toca ninja, marreta, alicate e um pé de cabra, esses materiais são usados para assaltos a instituições financeiras, o que levantou a hipótese, dos indivíduos estarem envolvidos em alguns assaltos a instituições financeiras na região. Eles foram presos por uma guarnição do ROCAM do 3º – Batalhão de Polícia Militar.

 

 

Ainda segundo Cavalcanti, ‘Fabinho’ foi assassinado com tiros de pistola calibre 380. Inclusive no momento da prisão, a pistola que estava com os criminosos estava com apenas cinco munições o que levantou ainda mais a suspeita deles estarem envolvidos no crime.

 

 

Os sergipanos que se encontram na Casa de Custódia de Arapiraca serão recambiados para a Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP) de Delmiro Gouveia.

 

Edenio, Wallison e Wagner. Crédito: Radar 89
Edenio, Wallison e Wagner. Crédito: Radar 89

 

O crime e as investigações:

 

 

As investigações da Polícia Civil apontaram que Fábio Tavares estaria em uma festividade no município de Pariconha no Sertão de Alagoas. Ele teria discutido com um dos suspeitos e ameaçado encher de bala a cara de um deles. A polícia ainda não sabe quem foi dos três que discutiram e acabou sendo ameaçado pelo ‘Fabinho’.

 

O que se sabe é que eles teriam saído antes da festa ser encerrada, os mesmos teriam arquitetado uma emboscada em um quebra-molas no Povoado Maria Bode no município de Água Branca.

 

As investigações da PC ainda apontaram que o crime ocorreu depois que os sergipanos tiraram ousadia com uma suposta namorada da vítima fatal.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.