Por

REDAÇÃO#PA4.COM.BR COM CORREIO DA BAHIA

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Em um dos vídeos, presos aparecem empunhando armas artesanais e ameaçando um refém (Reprodução Facebook)

 

Presos da delegacia de Itamaraju, no Sul baiano, postaram, no Facebook, selfies tiradas durante rebelião que ocorreu no sábado (15). Eles também fizeram vídeos, que estão disponíveis no YouTube. Em um dos vídeos, os detentos aparecem empunhando armas artesanais e ameaçando um refém.

 

O refém, no entanto, era um dos presos e tudo foi uma “simulação”, de acordo com a Polícia Civil. Os detentos se rebelaram após um deles passar mal. O Samu foi chamado, mas os detentos não aceitaram que o serviço entrasse na cadeia, exigindo que o preso fosse levado para o hospital. Eles então simularam o refém para negociar com a polícia.

 

Outro preso postou fotos e um outro vídeo da rebelião em sua página no Facebook, em que aparece com o nome de “Marlon Blak Dii”. Na legenda das fotos, a mensagem: “nós que é o controle da situação”.

 

Em outro post, o preso avisa que iria se ausentar da rede social por um tempo. “Vamos ficar sem se falar por alguns dias, mas não esqueça que eu te amo meu amor K.M”, diz. Ele ainda postou um vídeo que mostra o momento da rebelião. Nas imagens, é possível ver os detentos destruindo algumas celas.

 

Reprodução Facebook

 

Provas
De acordo com a polícia, um inquérito será instaurado para apurar as circunstâncias que levaram à rebelião. As fotos e vídeos postadas podem servir como provas contra os presos. Todos os detentos serão ouvidos, e a polícia vai apurar quem irá responder por crime contra o patrimônio.

 

Ainda segundo a Polícia Civil, a cadeia da delegacia tinha 23 presos no momento da rebelião. Uma das exigências dos detentos, uma transferência para não continuar com a unidade superlotada, foi atendida. Ainda no sábado (14), 13 detentos foram para o Complexo Penal de Teixeira de Freitas.

 

Depois que a situação havia sido controlada, a polícia revistou a cadeia e apreendeu dois celulares, armas artesanais e cigarros. Não houve fuga, nem feridos.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.