Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print



 

Sede da Secretaria Municipal de Saúde de Paulo Afonso. Foto: Divulgação.



 

Após matéria publicada pelo site Política Livre de Salvador informando que a prefeitura de Paulo Afonso, comandada por Luiz de Deus (PSD), vai ser investigada pela compra de respiradores usados no tratamento contra o coronavírus, a administração municipal, em resposta, emitiu uma nota dizendo que requererá acesso ao procedimento administrativo em trâmite no MPF para tomar conhecimento dos fatos, ms antecipou que não compactua com qualquer tipo de ilegalidade.

 

O site soteropolitano publicou na matéria de ontem (11), que “de acordo com Procedimento Preparatório, assinado pela procuradora da República Ludmilla Vieira de Souza Mota, há “indícios” de fraudes em duas compras feitas sem licitação.”

 

“A primeira delas teve como contratada a empresa Maria Cristina Souza Guimarães Costa – CNPJ 26.494.875/0001-80. A segunda compra foi feira com Monteiro Peixoto Engenharia Eireli – CNPJ 22.551.846/0001-52. De acordo com o MPF, as compras foram feitas “em datas próximas” e o município poderia ter optado por um único procedimento. Além disso, “há indícios de que as cotações de preço das dispensas de licitação foram preenchidas pela mesma pessoa, qual seja, o proprietário da empresa contratada por meio da dispensa n. 107/2020”. Pontuou.

 

A prefeitura ressaltou que “não compactua com qualquer tipo de ilegalidade que por ventura tenha ocorrido, e desde já se compromete em apurar com o devido rigor os fatos mencionados.”, trouxe a nota oficial.









Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.