Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print






Gilvanildo Bernardino Pereira. Foto: PC-BA



 

 

A Polícia Civil do Estado da Bahia lamenta a morte do investigador Gilvanildo Bernardino Pereira, nesta quarta-feira (8). Ele não resistiu a complicações da Covid-19.

 

Nildo, como era conhecido, completaria 56 anos no próximo dia 22 e estava na Instituição desde 2010. O investigador iniciou sua passagem pela Polícia Civil na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), em Paulo Afonso, e depois foi para a 1ª DT de Juazeiro, sua última lotação.

 

Ele tinha como algumas de suas principais características o cuidado com os colegas e a disposição para o trabalho, como lembra a delegada Lígia Nunes de Sá, coordenadora da 17ª Coorpin/Juazeiro.

 

“Nildo era alegre, prestativo, eficiente, forte, destemido e gentil”, destaca.

 

A Delegada-Geral da Polícia Civil do Estado da Bahia, Heloísa Campos de Brito, manifesta também sua consternação com o falecimento do 12° policial civil por Covid-19.

 

Gilvanildo deixa cinco filhos e muita saudade na família e nos amigos.




 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.