Por

Site Ozildo Alves (www.pa4.com.br)

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Acusado teria se irritado por causa do barulho do som e acabou matando os dois jovens. (Foto - Divulgação)
Acusado teria se irritado por causa do barulho do som e acabou matando os dois jovens. (Foto – Divulgação)

 

Foi preso no último final de semana, o principal suspeito de cometer a um mês um crime que resultou no assassinato de dois jovens chocou a população de Paulo Afonso.

 

José Lucivon da Silva, 47 anos, acusado de  duplo homicídio de dois jovens no BTN 1 foi preso pela PM de São Jose do Egito-PE após investigações dos agentes civis de Paulo Afonso coordenados pela Delegadas Mirella Santana e pela Dra. Antônia Jane.

 

Lucivon encontra-se custodiado na delegacia de cidade aguardando transferência para o Conjunto Penal de Paulo Afonso, onde ficará à disposição da Justiça.

 

O caso

 

O caso da tragédia ocorreu por volta das 6h manhã do dia 05 de outubro em Paulo Afonso, no Bairro Tancredo Neves 1. Os dois jovens foram mortos e outras duas ficaram pessoas feridas. Segundo informação da policia, o crime aconteceu durante uma confusão por conta de música alta em uma festa. José Lucivon Ferreira da Silva, 47 anos, invadiu a casa próxima à sua e atirou.

 

Segundo a ocorrência, uma festa acontecia desde as 14h do domingo dia 4 e estava incomodando vizinhos. O suspeito pelo crime ligou para a Polícia Militar várias vezes reclamando do barulho. Viaturas estiveram no local, mas sempre que saíam a festa continuava.

 

Irritado, o homem então invadiu a festa e disparou. Quatro pessoas foram baleadas. Orielma Araújo Santos, 26 anos, e Marcelo Bezerra dos Santos, 17, morreram no local. Larissa Raquel Brandão, 20, e José Eduardo da Silva, 21, ficaram feridos e foram levados ao Hospital Nair Alves de Souza. Ela foi atingida no tórax e ele foi baleado na cabeça.

 

5f8e1271-e74c-4d0c-af43-52c62c45a36f

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

13 respostas

  1. Impressionante essa Polícia Civil daqui..esse cidadão foi.preso rapidinho..mas dona Ivete ninguém sabe e ninguém viu quem matou…mesmo sendo de dia..a facadas e no centro da cidade..no mínimo muito estranho..1 ano se passou e ficou por isso mesmo..como.se fosse um.passarinho..

  2. bom dia,
    é triste esse fato, ninguém tem o direito de tirar a vida de outro, por outro lado nem um cidadão é obrigado a ouvir as musicas de gosto pessoal dos outro, bem porque musica é um gosto particular seu e de mais ninguém, sem contar que muitas vezes o vizinho tem problemas de saúde, ou trabalhou a noite toda ou estar passando por momento difícil, e o outro não quer entender, ai fica aquela coisa estou no meu quadrado e dane-se quem estiver incomodado, e a coisa não é por ai, já vivi e vi um momento deste e horrível, só sabe quem passa por isso

  3. sinto muito por esse cidadão que por causa desses que não obedece á ordem publica agora não vai poder cuidar de sua família se eles tivesse obedecido á policia e baixado o som nada disso teria acontecido fica a dica

  4. Nada justifica tirar a vida do próximo! Eu no lugar dele(…)teria jogado duro era com a polícia, teria falado,quem tem que resolver esses poblemas são vcs (policiais)é assim que acontece coisa ruim!! E esse home com tanta idade, e se trocar pelos os jovens deve tá bem arrependido, mais agora é tarde! Vai descansar muito na cadeia!!

    1. Agora a culpa é da POLICIA??? A culpa é dos legisladores que fazem Leis fracas! Se a polícia tivesse agido mais energicamente, os PM’s seriam presos por abuso de autoridade! Quando a polícia age mais forte a própria população fica com pena dos “coitadinhos”…

  5. Tirar a vida de uma pessoa na frente dos dois filhos, sendo um deles deficiente visual, imagina que agonia eles ñ passaram? Ainda defendem esse assassino? Nando de monstros!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.