Por

[email protected] (www.pa4.com.br)

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Por Carlos Cavalcante Silva – [email protected]

 

Por gentileza, gostaria que publicasse em seu sítio o meu ponto de vista como pai em relação à última festa realizada num bar localizado próximo à Prainha do Candeeiro, sendo a atração principal o cantor Jonas Esticado.

 

Primeiro ponto, ao comprar o ingresso da festa você tem o direito de levar 1 litro de alguma bebida destilada, isso mesmo, ou seja, se venderam 500 ingressos, seriam 500 litros de bebidas dentro da festa, um para cada pessoa, fantástico isso. 

 

foto1
Jovens voltavam da festa quando colidiram carro em mureta na BA-210 (Foto: Leitor PA4.COM.BR)

 

O segundo, o show do cantor Jonas Esticado teve inicio às 04:30h, até aí tudo bem, amanheceu o dia, todo mundo se divertiu, mas, quando fui pegar o meu filho às 06:20 h, o que me mais incomodou como pai foi  um verdadeiro show de irresponsabilidades de jovens embriagados, saindo da festa, alguns que mal conseguiam ficar em pé, e em sua maioria dirigindo veículos em altíssima velocidade, onde presenciei em determinado veículo uma menina que aparentava seus 20 anos sentada na janela do passageiro, podendo ocasionar uma verdadeira tragédia, caso o veículo batesse ou capotasse! Tudo isso sem que houvesse uma fiscalização da Policia Militar, Agentes de Trânsito ou a PRF.

 

Como já imaginávamos, aquele acidente que ocorreu e que por sinal foi publicado neste mesmo site, foi justamente com jovens que também estavam na festa e poderia ter sito uma tragédia, caso alguém estivesse passando com sua bicicleta para ir ao trabalho, moto ou até mesmo caminhando naquele local da colisão, onde a proteção (guard rail) foi quem salvou a vida daqueles jovens.

 

Infelizmente Paulo Afonso é uma cidade que para algumas coisas a cancela fica totalmente aberta e para outras sempre fechada. Então, de uma coisa eu tenho certeza, de que meus filhos jamais participarão de festa como esta naquele lugar, foi a primeira e a última, até porque eu prezo pela vida deles e por outro lado, gostaria muito da fiscalização do Ministério Público na próxima festa neste mesmo local, antes de algo pior aconteça.

 

Conto com o apoio no sentido da publicação deste relato.

 

Grande Abraço! 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

28 respostas

    1. CONCORDO TAMBÉM!
      QUANDO MORRE FICAM CHORANDO E COLOCANDO A CULPA ME DEUS. AI MEU DEUS POR ISSO.
      E TEM OUTROS QUE DIZEM: CHEGOU A HORA.
      SÓ APRENDEM QUANDO ACONTECE.

  1. É mesmo um absurdo!!! Estive na festa e também me impressionei muito com o estado de embriaguez das pessoas, a falta de estrutura do local para suportar aquela quantidade de pessoas, a ausência de seguranças e a presença indiscriminada de menores de idade consumindo bebida alcoólica indiscriminadamente.
    Com certeza é um absurdo.

      1. A verdade doí, Paulo Afonso é isto, de tudo um pouco em grandezas gigantescas, muita cachaça, droga, prostituição, desemprego, violência, desrespeito, falta de valores morais, péssimo gosto musical, e decadência em absurdo…..

  2. Terra da inveja, primeiro não é porque tem direito a levar 1 litro de bebida que todos irão levar, eu mesmo juntei mais 3 amigos pra comprar 1. Agora o que querem é transformar Paulo Afonso em um deserto, é aparecer uma coisa boa. Ao invés de apoiarem, saem logo criticando.

  3. Concordo com tudo. Não houve fiscalização nenhuma, e o pior (esse pai não comentou pq não estava la dentro), houve diversas brigas la dentro, mulheres sendo agredidas, rostos ensanguentados, todos brigavam, soube que até o proprietário participou de uma. Inadmissível pagar R$ 100,00 no ingresso e ver tamanha selvageria ali dentro. Local nobre que na minha opinião já está manchado, nem para almoçar irei lá. Traumatizou. Está marcado um novo evento dia 7 e passarei bem longe daquele inferno. Cuidado, poderemos presenciar um caso parecido com a Boate Kiss, mas sem incêndio, mas com mortes por briga e bebida.

  4. O bom é que já tem vários desocupados elogiando o consumo desenfreado debebidas alcoólicas.
    Defendo q. Fizessem bafômetro na porta da festa.. Queria ver esses bonitinhos querendo aparecer

  5. Existe o livre arbítriu para todos , as dogras e as bebidas está em tudo canto então bebi quem que é vai pra festa quem que, os donos ofertam compra e vai quem que as bebidas Q podem levar não significa que todos vão levar …Paulo Afonso tem Q crescer vejo aquilo como geração de emprego e renda quantas pessoas diretas e indiretas não ganharam
    Dinheiro ali ? Acho que cada um deve cuida de seus filhos da melhor forma Q acham mas eu fui pra festa e gostei muito sempre terá algum pra se conserta tenho certeza Q esse pai só se pronunciou por causa do acidente e isso cabe à quem bebeu e a quem foi irresponsável ….será Q todas as mortes por embriagues é culpa de quem vendeu a bebida ? Temos Q pensar num Brasil melhor temos Q trabalha cada vez mas é deixa de reclamar

    1. O Sr, Everton está equivocado quanto a manter esse pensamento atrasado de que esse tipo de evento seja um fomentador de emprego e renda. Tá longe disso, pois não se enquadra no preceito continuidade, custo benefício e resultado sócio-econômico sustentável. Festas deste tipo concentra a renda em um grupo minoritário, além de causar danos sociais irreparáveis.
      Os cidadãos de Paulo Afonso precisam pensar melhor, como bem frisou Carlos. Existem formas mais sustentáveis e saudáveis de gerar emprego e renda. Os eventos musicais devem acontecer dentro da legalidade e segurança, para que os rendimentos mínimos sejam considerados retornáveis.
      Enquanto isso, o “Livre ArbítriO” serve como desculpas para os que insistem em por sua culpa nos outros.

    2. Pode beber até cair. O que não ´pode é beber e dirigir. Apoio a fiscalização para barrar a saída de bêbados dirigindo e pilotando. Eu não quero o dinheiro do meu imposto sendo usado para atender tragédias causadas por bêbados, quero o meu imposto usado na prevenção.

  6. Bom dia !!! Gostei muito do desse Sr.pois tenho filho e a preocupação é grande passo noite em claro esperando ele chegar.Acho que tem que tomar providências sim antes que seja tarde.

  7. Parabéns SR Carlos pela matéria e o alerta que fez, infelizmente muitos jovens hoje em dia estão vivendo dessa forma, só alco e droga e quando PROVOCAM as coisas ruins, depois dizem foi o DESTINO, hoje mesmo passei vindo para o trabalho e em serto bar vim vários BEBADOS, tanto homens como mulheres, infelizmente essas sena se repete com frequência.

  8. Paulo Afonso sem sombra de dúvidas é a cidade baiana onde mais se tem festa pra gente ordinária! Gente que se acha bacana porque consome símbolos fuleiros, imitações baratas daquilo que muitos diriam status social elevado. Gente que espalha seu rastro de imundice por onde passa. Muitos possuem vida estável, conseguem fazer comodamente as três principais refeições do dia, possuem mais que dois pares de sapatos e meia dúzia de roupas(falsificadas), alguns cursaram ou cursam faculdades(outro modismo que nada tem de real) mas fins de semana lotam as beiras de rio em seus carros e motos(enquanto a crise permite) e vão sujar e poluir o ambiente. As praças também presenciam diariamente o grotesco espetáculo de uma legião de jovens sem famílias que a elas recorrem para suas noitadas de muita bebedeira vagabunda e sujeira, que o digam os caminhantes dos primeiros raios de sol e os jardineiros e pessoal da limpeza e manutenção da prefeitura. Lamentável!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. O primeiro erro foi seu Carlos, em deixar o seu filho ir para um local de risco desse, eu tenho filho e eu não o deixo ir de jeito nenhum, sabe porque, porque não quero receber má notícia, então me previno logo, já que você sabe que é assim este evento, da próxima vez não permita que o seu filho vá para um local desse, pois ele que DEUS o livre sempre, vai para um evento desse no Sábado e você acaba enterrando ele na segunda, e isso você não quer de jeito nenhum, não é isso, Concluindo: PENSE MELHOR !!!!!!!!!!!!!!

  10. É só não ir minha gente, vai pra ficar falado besteira é?
    Você, pai, que está inconformado, já sabia de tudo isso, deixou porque? Me poupe de tamanha hipocrisia.

  11. Falta um promotor ou juiz que tenha aquilo roxo pra proibir essas infrações graves do código penal, entre elas vender bebida alcoólica a menores. No dia que prenderem um dono de bar, organizador dessas orgias ou dono de bloco a coisa melhora. Mas não venham alguns pais se lamentarem, são também culpados por permitirem que seus filhos vão, pois não tem pulso nem moral pra proibir. E ainda emprestam o carro!

  12. Concordo plenamente com esse pai ,pois e verdade !!! Cadê a promotora Dr Millane que so olha para os sons automotivos e cade a segurança a integridade fisica dos jovensb que alu estavam !!um absurdo meus filhos nunca mais irao para um lugar daqueles!!!!

    1. Se eu não estou enganada (pois tem mais de uma promotora na cidade e os nomes são parecidos) mas ela é contra, tentou por várias vezes inibir a entrada de menores em festas para adultos, porém os empresários, gestores, e até pais e responsáveis foram contra as medidas.

  13. Infelizmente Sr. Carlos isso é só o que o mundo tem a oferecer…drogas e bebidas alcoólicas. De uma certa maneira o Sr. agiu certo levando e buscando seu filho, e se caso não tivesse como fazer isso, enviasse um táxi para busca-lo. E agora o Sr. esta certíssimo em não deixar mais seu filho ir para esse tipo de festa. Até mesmo pela localização, pois essa passagem pela ponte é perigosa mesmo. Parabéns pelo alerta e preocupação não somente com seu filho, mas com todos. E digo mais, quem for beber ou fazer uso de certas coisas, coloque alguém que não beba para dirigir (o que esta difícil), ou a melhor opção é chamar um táxi, Tuc Tuc ou até mesmo um parente para buscar. E se possível que tenha policiamento fazendo blitz e teste de bafômetro, ou algo que possa impedir desse povo sair bebado e dirigindo dessas festas e provocar um acidente mais grave com outras pessoas inocentes.

  14. Se estivesse numa vigília da igreja buscando Deus, garanto que não estaria nessa cena ridícula pousando de otário pra sociedade. Mas como foi procurar drogas e baderna, aí está o que procurou!

  15. Sou mae e defendo o proprietário do local da festa e os outros envolvidos. A Sociedade ta transferindo a responsabilidade que é dos pais para orgaos e terceiros . Cabe a nos pais educarmos e cuidarmos dos nossos filhos e o mundo ta assim mesmo complicado.
    Mas pensem ja fomos jovens e com certeza nao nos divertíamos so na igreja. Cabe a nos orientar, exemplar e deixá-los cientes dos dois lados da moeda. So Deus e uma base boa de familia para melhor instrui-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.