Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print



 

 

A Polícia deverá investigar um suposto espancamento a uma criança menor de 3 anos em Paulo Afonso. O acusado é o padrasto, e a violência doméstica teria ocorrido em uma casa na Rua Santa Bárbara, no Bairro Tancredo Neves 3 Lagoas.

 

O portal PA4 teve acesso a fotos e vídeos da criança com hematomas no olho e nariz, inclusive com inchaços e sangramentos nas partes atingidas. A menina foi levada pela mãe para a emergência do Hospital Municipal de Paulo Afonso – HMPA.

 

Áudios enviados para a Redação do site mostram a mãe da criança relatando o momento da agressão: “A menina não estava no meu braço, eu estava sentada na cadeira e a menina estava em pé no chão, do lado da cadeira, só que ela não estava sentada no meu colo, entendeu. Ele aprumou o murro, na hora que ele aprumou o murro eu botei as mãos assim na cara, aí pronto, eu acho que como ele viu que eu fiz isso e sabia que eu ia me defender, ele bateu na menina, e não foi porque ele quis ele disse, parece que foi o diabo, ele disse. Aí ele pegou e bateu na menina.”

 

Em outro áudio adquirido pelo PA4 supostamente do padrasto da menina, ele se dirige à companheira e conta que seu alvo era ela e não a criança: “O que eu fiz, não foi por querer não, Deus sabe disso, já que você quer dizer que foi por querer, tá bom você pode falar sua palavra não vale de nada pra Deus, pra justiça até pode até valer, mas pra Deus não vale nada. Deus sabe que eu não quis fazer isso, não quis foi pra você, queria fazer com você…”

 

A mãe questiona o argumento do companheiro: “Como é que eu estava frente a frente a ele, a menina tava do lado e o murro ia descer mentira, foi porque ele quis, aí ele bateu na menina, aí eu vi sangue no olho da menina, vi no nariz, ela vomitou aí eu fiquei doidinha, pensei que a menina ia morrer.”, contou.

 

Em outro áudio, o homem chega a pedir perdão para a mãe da menina: “Tá bom, tá bom velho, eu só peço perdão por eu ter feito isso com a sua filha, só isso.”




 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

8 respostas

  1. Tem mulher que pega qualquer tipo de homem não pensa nos filhos que tem.
    Aí que finda pagando sempre é a criança. Desgraça do fazer isso com uma criança sem defesa nem uma.

  2. Já ia errando pra bater na mãe e errou mas ainda agredindo uma criança. Vc é fraco querer bater numa mulher vc é um covarde isso sim .

  3. Tenho dó dessas crianças, que as mães colocam qualquer tipo de gente dentro de casa sem nem ao menos conhecer direito. Sou homem, separado, tenha guarda compartilhada e minha filha de 05 anos dorme todas as noites comigo, eu, sendo homem não tenho coragem de colocar uma companheira dentro de casa. Mundo “cão” cheio de maldades. Os “pais” devem responsabilizados de forma dura por qualquer tipo de mal que ocorra a uma criança, elas são indefesas e responsabilidades dos mesmo. Se não querer ter responsabilidades, que não façam.

  4. a ira que o homem tem, precisa ser controlada, tendo o temor do senhor em nós, a biblia diz que obedecer é melhor que sacrificar, porém nao obedecem, e terao de colher o que semeou, que é o caso deste homem,, se ele se arrependeu. tudo bem, mas pagará um preço servido como exemplo de ter usado sua ira para agredir criança ou adulto, pois ele está errado, se tivesse em comunhao com Deus, estava livre , SALMOS 34…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.