Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Seu Manoel adorava ouvir rádio. Na foto tirada em agosto do ano passado pela sua cuidadora Gilvanete, ele estava ouvindo atentamente as notícias de Paulo Afonso pela rádio Angiquinho FM. Foto: Cortesia.



 

 

Foram mais de 40 anos dedicados à enfermagem e ao cuidado com a saúde do povo de Paulo Afonso. Mais da metade de sua existência ajudando a salvar vidas no Hospital Nair Alves de Souza.

 

Ex-chesfiano, Manoel Gomes da Cruz, 80 anos, morreu em Aracaju-SE por volta das 3:30 da madrugada desta sexta-feira (9), após sofrer um infarto há aproximadamente um mês. Ele ficou internado por 21 dias na capital sergipana.

 

Seu Manoel, como era popularmente conhecido, morava no Bairro Centenário era viúvo e pai de três filhos. “Ele tinha orgulho em contar as histórias do tempo em que trabalhou no hospital”, disse Gilvanete, cuidadora do enfermeiro.

 

“Teve um dia que ele me disse que quando chegasse a sua hora de partir, morreria feliz, pois cumpriu sua missão: a de salvar a vida das pessoas”, contou ela.

 

O corpo de seu Manoel chegou a Paulo Afonso hoje mesmo e foi velado no SAF por algumas horas até o sepultamento no Cemitério Padre Lourenço Tori ocorrido no final da tarde.




 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

6 respostas

  1. ATENÇÃO COREN: não vi nem mesmo uma notinha de homenagem a este grande profissional, triste saber que o órgão de classe da enfermagem é omisso e que não valoriza seus filiados.

  2. UM SER HUMANO INCRÍVEL. FORAM DÉCADAS DE REFERÊNCIA SE DEDICANDO AO PRONTO SOCORRO DO HNAS. DESCANSE EM PAZ. DEUS CONFORTE FAMILIARES E AMIGOS. MAIS UM HISTÓRICO MORADOR DO CENTENÁRIO QUE FOI PRA ETERNIDADE.

  3. Grande profissional que salvou mts vidas. Vaí com Deus seu Manoel!!! Deixo tds minhas condolências pra tda família ilutada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.