Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Secretário Municipal de Saúde, Adonel Júnior. Foto: PMPA



Em entrevista à Rádio Bahia Nordeste na tarde da quinta-feira (22), o secretário de Saúde do município, Adonel Júnior, informou que após nota técnica da ANVISA, Paulo Afonso pode receber as doses da vacina da Pfizer prevista para chegar ao Brasil no início de maio.

 

O sitepa4 alertou no início da semana que a população local poderia ficar sem o imunizante da Pfizer por falta de um ultracongelador, essencial para armazenar as doses a uma temperatura de -70ºC.

 

Os 30 ultracongeladores disponibilizados pelo Governo do Estado foram distribuídos para os municípios de Feira de Santana (5), Juazeiro (3), Jacobina (2), Ilhéus (4), Teixeira de Freitas (2), Barreiras (3), Alagoinhas (1), Vitória da Conquista (5) e na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (5), em Simões Filho, mas que atende toda a Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 

Adonel  justificou a exclusão de Paulo Afonso, esclarecendo que o município não é uma região macro, é uma base do Estado, e que o seu núcleo é Juazeiro: “Na condição de secretário, já tínhamos disponibilizado toda a estrutura  física de parte elétrica e no que fosse necessário para pleitear este equipamento para acondicionar as vacinas aqui uma vez que Paulo Afonso é polo de mais oitos municípios da nossa 10ª região.” disse.




 

Mas mesmo sem o ultracongelador, Paulo Afonso pode receber o imunizante da Pfizer. Foi o que garantiu durante a entrevista o secretário Adonel: “Saiu também  uma nota da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que ela fez um estudo em relação a e a vacina ela pode, ela acondicionada no nosso núcleo em Juazeiro, pra deixar bem claro para população, ela acondicionada em nosso núcleo em Juazeiro, Paulo Afonso pode receber essas doses tranquilamente. Pela nota da ANVISA, a vacina da Pfizer ela pode ficar armazenada até 5 dias na temperatura que os nossos  freezers da DIRES tem aqui. Então, Paulo Afonso receberia as doses da Pfizer aqui sem problema nenhum e vacinaria a população se assim o Estado achar que deve mandar essas vacinas pra Paulo Afonso. Então, pela nota técnica da ANVISA  postada no dia 20 de abril, a vacina pode vir, visto a nossa logística. A vacina chega em um dia e praticamente em 24 horas, no máximo 48 horas, a gente já está aplicando. Então, eu quero deixar a população de Paulo Afonso bem tranquila em, relação a essa vacina.”, explicou Adonel Júnior.







Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.