Mário Galinho se revolta com reprovação de projetos: “Quando é bom para povo, não pode!”

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 20 de Maio de 2020 às 23:18

Sessão – Câmara Municipal de Paulo Afonso (20/05/20)



 

 

Na sessão da Câmara de Vereadores desta quarta-feira, 20, ao menos três projetos propostos que visavam amparar a população mais vulnerável diante da crise econômica em virtude das ações de isolamento social não passaram.

 

O parecer do jurídico da casa legislativa declarou inconstitucionais os projetos que previam a ampliação do valor e da cobertura do cartão Paulo Afonso Cidadania, a suspensão da cobrança dos débitos municipais, ambos do vereador Bero do Jardim Bahia, e a suspensão da cobrança de empréstimos consignados contraídos por servidores municipais de Marconi Daniel.

 

O documento não foi bem recebido pelo plenário, a reação mais contundente veio do vereador Mário Galinho. “Negócio é o seguinte: “E aqui que o povo tá vendo?” – Disse olhando para a câmera. “Quando é bom pro povo não pode, quando é bom pro vereador pode. Podem abrir o Portal da Transparência da Câmara clique em projetos de lei, 80% dos projetos teve inconstitucionalidade”, questionou.

 

“Nós temos dificuldade de ter acesso a informação, aqui na Câmara o Portal da Transparência funciona, estou aqui a 40 minutos e não consigo encontrar as informações que preciso no Portal da prefeitura”, acrescentou Galinho que foi acompanhado por mais vereadores.

 

Um dos caminhos indicados, como orienta o ordenamento jurídico é a retomada dos projetos para discussão e eventuais discussões.

 

Veja como votaram os vereadores:

 

Foto: Cortesia PA4.COM.BR

Contudo, em razão da preocupação levantada por conta de uma funcionária que esteve em contato com uma pessoa contaminada por COVID-19, a sessão foi suspensa.

 

O presidente da mesa, Pedro Macário, solicitou a vigilância sanitária e ao secretário de saúde que uma equipe fosse a Câmara e realizasse testes rápidos. Segundo resultados divulgados pelos edis todos testaram negativo.

 

“Quando os testes chegaram a Câmara, fiquei reflexivo. Os testes chegaram rápido com os agentes da secretaria de saúde, e o ideal é que mais pessoas fossem testadas com essa agilidade, outras pessoas que sabemos que foram expostas por exemplo. Nós, que nem sintomas apresentamos da doença tivemos acesso rápido ao teste, e recebo muitos relatos de pessoas com sintomas fortes e sequer foram assistidos. Mas em compensação a esse teste que utilizei e graças a Deus deu negativo, irei doar um teste como forma de devolver a população esse serviço”, falou para Rádio Angiguinho Mário Galinho.




 



11 pensamentos em “Mário Galinho se revolta com reprovação de projetos: “Quando é bom para povo, não pode!””

  1. … pois já estava ficando feio para os governistas recusando as proposta de lei que beneficia o povo, principalmente os mais carentes.
    Fica a dica para a população organizar um projeto de lei de iniciativa popular, para reduzir os salarios dos vereadores e as verbas de gabinete durante o periodo de pandemia, bem como devolver oque receberam durante a paralisação.
    Outra, mesmo com esse tempo todo parados, ainda não vão abrir mão do recesso parlamentar que se aproxima.

  2. “Ampliação do valor e da cobertura do cartão Paulo Afonso Cidadania, a suspensão da cobrança dos débitos municipais, ambos do vereador Bero do Jardim Bahia,”
    Ora, vejamos estes dois tópicos acima, o cartão cidadão foi criado pelo ex gestor Anilton (…) na época o intuito era garantir que as 5.000 pessoas cadastradas se aliasse ao seu projeto de reeleição, o valor era de R$ 50,00 na época hoje de R$ 70,00 reais o que onera também os cofres públicos uma vez que por Lei deve ser indicado de onde seria pago a conta e este valor não pode ser indicado pela Câmara e sim vindo por iniciativa do poder EXECUTIVO. Quanto ao perdão de débitos para com a prefeitura há dois tópicos o primeiro é o desprestígio a quem por até mesmo esforços manteve seus compromissos em dias e o outros não pode haver renuncia de receitas mesmo que câmara e prefeitura abram mão sob pena do gestor praticar o delito de prevaricação e improbidade administrativa, débitos inscritos na dívida ativa o máximo seria a dispensa de juros, multas, permanecendo a correção monetária. O que o vereador BERO do Jardim quer é se alto promover perante o povo já que é ano eleitoral jogando o devedor contra o poder executivo.

    JÁ A:
    “Suspensão da cobrança de empréstimos consignados contraídos por servidores municipais de Marconi Daniel”, novamente quer o vereador se alto promover pois inexiste tal perdão uma vez que a prefeitura faz o desconto na folha de pagamento ou o banco já desconta no ato do depósito da folha no banco, ora, a propósito disso houve uma ação na justiça federal que dera uma liminar favorável que durante os 4 (quarto) meses isso seria de maio até agosto para os aposentados e estes valores seria postergados para o final do contrato, pensionista e funcionalismo público, a LIMINAR FORA CASSADA.
    A câmara não tem o poder de legislar sobre a matéria a não ser por meio da justiça. Mais balela do vereador para se alto promover como bem eu disse sobre a opinião vez que existe o período Eleitoral.

    Outra seria auxílio aos artistas(músicos e outros), ora, bem se sabe que o Governo Federal abrir mão em ajudar financeiramente para a PANDEMIA no tocante a perda de renda dos profissionais liberais estes quase em sua totalidade sem renda empregatícia, carteira assinada o que enquadra ia artista (musicais) de modo geral, estes sim ao se inscreverem no CAIXA TEM teria suas análises aprovadas ou não a receber a ajuda governamental. Não se pode a câmara criar despesas para o poder executivo, mais balelas de vereador para praticar engodo ao público.

  3. LEMBREM-SE: FORAM ESTES QUE VOTARAM A FAVOR DA EMBASA: JEAN ROUBERT, MARCONDES FRANCISCO, IRMÃ LEDA, ZÉ DE ABEL , PEDRO MACARIO, LECO, EDILSON DO HOSPITAL, ESTES MESMOS VOTARAM A FAVOR DOS OITENTA MILHÕES. E AGORA, VOTAM CONTRA OS ARTISTAS DA TERRA, MOTO TAXISTAS, E OS AMBULANTES. PRA ESSES, TOMEM VERGONHANA CARA E MANDEM TODOS PASTAREM. NÃO VOTEM NELES.

  4. Esse Galo num sabe nem o que ta falando ….pense num analfaaaaa , metido a saber de tudoooo fala sem embasamento nenhum , quase sempre é ISSO, só barulho pra tentar gerar confusão na mente das pessoas, principalmente os mais desinformados e carentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.