2 de dezembro de 2021

Luiz de Deus agradece a Macário e aos 9 vereadores da bancada por aprovação de suplementação de R$ 16 milhões

Por

Redação (pa4.com.br)

 

Foto publicada no instagram pessoal do prefeito Luiz de Deus. Crédito: @soumaisluiz

 

O prefeito de Paulo Afonso, Luiz de Deus (PSD), usou sua página no instagram para agradecer aos vereadores governistas pela aprovação do Projeto de Lei nº 90/2021 que autoriza o Poder Executivo proceder, ao Orçamento Fiscal e da Seguridade Social do Município, para o exercício financeiro de 2021, a abertura de Crédito Adicional Suplementar no valor de R$ 16.000.000,00 (dezesseis milhões de reais).

De acordo com Luiz de Deus com a aprovação do PL, a prefeitura poderá pagar as obrigações patronais e os salários dos funcionários da Saúde nos meses de novembro e dezembro de 2021.

Porém, a bancada de oposição ao prefeito na Câmara argumenta que a matéria retira quase R$ 1 milhão do orçamento da Educação, especificamente do Fundeb, valor que poderia ser utilizado para rateio entre os profissionais da Educação Municipal.

Luiz de Deus justificou: “O projeto encaminhado não tratou de recursos financeiros, mas de créditos orçamentários. Os recursos financeiros continuarão nas suas contas e seguindo as recomendações, orientações e legislação que disciplinam seus usos.”, disse.

“O que foi solicitado pelo Executivo ao Poder Legislativo, foi orçamento para pode empenhar, liquidar e pagar as despesas na saúde, visto que o comportamento orçamentário da Saúde no Exercício de 2021 extrapolou todas as estimativas com à PANDEMIA COVID-19, a UPA COVID, somadas com o custo da UTI do HMPA, com as despesas de dois hospitais, o Nair Alves de Souza e o Hospital Aroldo Ferreira no BTN, os serviços médicos especializados, a oncologia, PSFs, SAMU, TFD, Vacinação, Policlínica, Administrativo da Saúde, Lacem, Nefrologia, CEO, Vigilância Sanitária, Vigilância epidemiológica e todos os demais serviços disponibilizados na rede assistencial de saúde em Paulo Afonso, acarretando um expressivo aumento das despesas da Secretaria Municipal de Saúde. Embora parte desse recurso seja financiado pelo Governo Federal e Estadual, o recurso é insuficiente para sanar as despesas da saúde, ficando com o Município grande parte do problema.”

O resultado da votação foi por 9 a 5 favorável ao PL. No final, o prefeito agradeceu aos aliados citando nome por nome, inclusive o do presidente Pedro Macário que só votaria em caso de empate, mas que foi fundamental para a votação de hoje: “Ressaltamos a importância dos vereadores que votaram a favor pelo compromisso com os servidores da saúde. Meu obrigado aos vereadores Zé de Abel, Irmã Leda, Paulo Tatu, Bero do Jardim Aeroporto, Jailson Oliveira, Keko do Benone, Leco, Valmir Rocha, Zezinho e o presidente Pedro Macário.”

Votaram contra os cinco vereadores da oposição: Evinha Oliveira, Marconi Daniel, Gilmário Marinho, Bero do Jardim Bahia e Jean Roubert.

 

 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 2

  1. Anônimo says:

    Caramba 16 milhões pra que? Meus deus e a cidade parada no tempo, sem desenvolvimento em nada.

  2. Ferreira says:

    rapaz, cade a verba que o governo federal mandou? e os 80 milhões que pediram ano passado? e o que o municipio arrecada por mes? cade o dinheiro que a chesf manda?

    Cade??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!