Leitor: Avenida Maranhão na ‘Fazenda Chesf’ virou pista oficial para práticas de direção perigosa

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 29 de junho de 2020 às 21:47

Imagem Ilustrativa



 

 

Sou morador da Fazenda Chesf, o motivo dessa carta, se faz pela necessidade de solicitar o precioso apoio do site PA4, já que, ao ver da sociedade, a imprensa ela é convencionada como um “quarto poder” e, ela se apresenta com eficácia, quando os outros três poderes constituídos, Executivo, Legislativo e Judiciário se mostram omissos, que é o caso concreto.

 

Há muito tempo que sofremos com os desrespeitos dos motoqueiros que rotineiramente praticam a conduta temerária do “grau”, ou seja, a prática de empinar motos. Trata-se da prática de direção perigosa, a qual estamos obrigados a conviver diariamente.

 

O que se observa é que a Avenida Maranhão em toda sua extensão, iniciando nas imediações da 6ª Ciretran até nas imediações do Corpo de Bombeiros, já é usada como pista oficial pra essas práticas. Por outro lado, a Rua da Consolação também é usada para este fim. Vários acidentes de menor proporção já ocorreram.

 

Costumamos sentar à tarde nas calçadas de nossas casas, de frente a pracinha nova, onde a pista é mais estreita, pois ela é dividida por canteiros, acarretando sérios riscos de acidentes para os pedestres, especificamente para nossas crianças que sempre se dirigem a pracinha nova, mesmo com os redutores de velocidade, os motoqueiros não respeitam, usam os mesmos como rampa para empinar. E ainda fica nos encarando de cara feia, como se dissessem “essa área é nossa”.

 

Essa situação, ela piorou enormemente depois dos serviços de asfaltamento, dias atrás eles se reuniram em número de 11 motociclistas de frente a Piscicultura da Chesf, inclusive sendo bem recepcionados pela vigilante feminina do período da tarde. E, de lá, rumavam fazendo pegas, uns deitados na moto, outro em pé, outros com uma roda só, usando também os quebra molas  da Escola FUNDAME como rampas para seus saltos.

 

Neste dia, liguei pra o 190, relatei toda situação sobre os riscos a que estamos destinados, e a atendente do 190, disse que ia mandar averiguar, pois bem, eles ficaram por lá, por longos 50 minutos com suas condutas de risco e, nenhuma viatura apareceu. Em outras oportunidades, temos telefonado pedindo socorro, mas sem sucesso. Ligamos pro órgão do trânsito municipal no 156, quando atendem é uma pessoa da limpeza, que diz não poder resolver, e que vai ver se tem alguém pra atender, e outro erro só consegue a ligação pro 156 se o telefone celular tiver crédito. Como pode um número de emergência ser oneroso a população?. Quando ligo pro 153, Guarda Civil, dizem não poder fazer nada, só se tiver uma viatura nas imediações. A propósito, dia 25, mais ou menos umas 16:30 tinha uma viatura da PM parada, vidros fechados, na Praça do Belvedere, sem nenhum movimento naquele local, esta viatura deveria estar nessas vias fazendo o patrulhamento.

 

A maioria desses infratores são menores em motocicletas que também devem estar irregulares. Necessário pois, uma tomada de decisão urgente, colocando agentes em motocicletas, em toda essa extensão diariamente, enquanto não se instalam novos redutores mais altos e quadrados e também câmeras de monitoramento.

 

É por isso de 75% dos acidentes atendidos no Pronto Socorro são de motocicletas, como o ocorrido recentemente que matou 3 jovens. O Estado é conivente com essa situação, o que potencializa essa situação de risco para nós cidadãos.

 

AGRADEÇO SUA ESPECIAL ATENÇÃO EM NOS AJUDAR.




 



39 pensamentos em “Leitor: Avenida Maranhão na ‘Fazenda Chesf’ virou pista oficial para práticas de direção perigosa”

      1. Parabéns por jogar os sonhos de vocês no lixo. Culpem a si mesmos pelas suas próprias imbecilidades. Se continuar assim, igualmente andando com pessoas irresponsáveis, terão jogado fora a vida promissora de vocês, pois lembre, que só terá uma vida, e não haverá outra!

  1. Eu creio que, assim como o futebol ganhou seu espaço como os campos, a direção perigosa, o”grau”, também deveria ter um espaço aonde eles podessem pilotar a critério deles. Se tivesse um espaço reservado aonde cada um podesse manobrar sua motocicleta, eu tenho certeza que eles não levariam os riscos para outros cidadãos, fazendo suas manobras nas ruas.

    1. Pois é. Esses motoqueiros deveriam se juntar e fazer uma pista particular para essa prática.
      O que não dá é pra ficar fazendo isso em vias públicas colocando vidas em risco e perturbando o sossego do povo que não compactua com isso.
      Tem que multar e prender as motos não só de quem empina como dos que correm com o escapamento modificado a toda velocidade provocando barulho ensurdecedor. Absurdo a falta respeito desses motoqueiros.

    2. Eu pratico artes marciais, mas não tem nenhum local destinado a isso, somente estabelecimentos privados.
      Caso os praticantes dessa modalidade queiram, façam o local por conta própria, como acontece em diversas outras atividades esportivas.
      Agora uma pergunta: com a criação do referido espaço, será que é um local seguro? os numeros de acidentes tendem a diminuir ou aumentar?

  2. Boa parabéns morador, e ao contrário a Polícia faz blitz no PCTran, Centro entre outros, só pra dizer que estão fazendo alguma coisa, e apreendem a moto ou carro de um trabalhador que usa para trabalho, pai e mãe de família. Existem muitos Motoqueiros que trocam os canos da moto fazendo zuada, carros com som altíssimo, rebaixados, trocam as lâmpadas dos veículos.

      1. Tenho carro e moto originais e som ambiente no carro. inveja não inteligente em vez o desrespeito pelo trânsito e com a população. Se gosta tanto por que não liga a moto e acelera muito ou aumenta o som dentro do teu quarto na hora de dormir.

  3. Bom dia a todos!
    Vi esta matéria agora, como também pude ler alguns comentários de pessoas irresponsáveis e ignorantes em dizer que os moradores da Fazenda Chesf deveriam ir procurar o que fazer, pois em meio a pandemia e com os casos de Covid-19 aumentando, as pessoas estão nas calçadas sentados ou na praça, pois comentarista insensato, quero dizer que isso vem acontecendo muito antes da pandemia. Ninguém nem imaginava que existiria a covid-19 e os motoqueiros começaram com estes atos irresponsáveis desde quando fizeram o asfalto.
    Outra coisa, a praça vivia cheia de crianças brincando porque foi construída para ser utilizada pelos moradores deste bairro, já que é distante e era esquecido.
    Foi só o município investir em algo que proporciona um lazer para nossas crianças que brincavam nas ruas por não ter um espaço, que as pessoas do centro, do centenário e demais localidades, tomaram conta da praça até como academia. As pessoas que se encontram na praça neste momento de pandemia, não são daqui da Fazenda Chesf.
    Última coisa, se estamos sentando na frente das nossas casas, é com as mesmas pessoas com quem se convive no dia a dia dentro das mesmas.

    1. Agora vc quer se dono da praça é? A praça é pública mesmo pra quem mora no BTN no MOXOTO no CENTENARIO na RUA DA BRITA OU EM QUALQUER OUTRO LUGAR

  4. Ja vi esse numero de motos nessa avenida, eles aproveitam o movimento fraco de veículos para ficar empinando moto naquela área, claro que as autoridades sabem disso. Mas como o morador relatou, as viaturas ficam paradas no Belvedere. E ja vi aglomeração no Belvedere de pessoas bebendo e a viatura la da guarda municipal sem fazer nada. Ou seja, eles não tem moral pra nada msm. Todo domingo no período da tarde, deem uma passada naquela região que esta a viatura parada e na fazenda Chesf as motos fazendo baderna.

  5. Certo. E qual seria a solução, meu caro? Como os agentes da lei irão parar esses motoqueiros? Metendo o pé e derrubando eles das motos? Outra coisa: pra quê tantos quebra-molas? Isso é o que a prefeitura gosta de fazer… na verdade são rampas pra eles. Outro detalhe: se são menores é porque os pais permitem que eles façam isso! Você apresentou um problema… acrescente a solução, também.

    1. Tem que ter quebra molas para esse povo andar certo, deveriam era colocar radares por toda a cidade, so foi colocar na Apolônio Sales que acabou os acidentes. O povo so aprende quando doi no bolso.

    2. Você sabe o que é parágrafo? Pois bem, se souber vai verificar que no sétimo parágrafo a pessoa apresenta algumas soluções.

      1. Poxa! Grande solução, não é “Fazendo o que é certo”? Agentes em motocicletas irão fazer o quê? Derrubar os motoqueiros? Ora, me faça um favor e vá pega-los você mesmo! Já sei… instalar novos redutores de velocidade… mais “altos e quadrados”! Melhor construir muros, não é? Isso sem falar nas câmeras de monitoramento. Pra que seriam? Filmar os arruaceiros e identificar as placas? Ah… esqueci, eles tiram as placas! Essas soluções não parecem auxiliar em nada!

  6. Talvez Não Estão Dando A devia Atenção por isso não Ser Crime
    Melhor Empinar moto do que Usar ela , Pra Roubar Alguém
    Já que Imcomodam Tanto, Arrumem um Lugar Pra Gente 🤷🏻‍♂️

    1. Um erro não justifica o outro. Empinar moto em ruas públicas é uma prática que coloca a vida do condutor e de outras pessoas em risco.
      Se querem empinar moto, então deveriam criar um clube de motos e construir uma pista particular com toda segurança pra esse fim, longe do povo que não compactua com isso. E lembrem de fazer um bom plano de saúde quem não tiver. Fica a dica.

  7. Esta mesma aglomeração, e baderna, está acontecendo todos os finais de semana, especialmente nos Domingos, na área dos terrenos do CONDOMÍNIO ECO PARK de Paulo Afonso. Muitos motoqueiros estão fazendo a área deste terreno do referido projeto de Condomínio em pista de motocross, com muita aglomeração, bebidas e com manobras perigosas, inclusive dirigindo em alta velocidade pelo entorno do bairro Boa Esperança. É urgente fiscalizar estas atitudes perigosas!

  8. E os motoristas de carro, xaropes que andam abaixo da velocidade com o celular na mão atrapalhando o trânsito??? Na feira livre o povo tá doido daqui a alguns dias a ponte de acesso à cidade vai cair de tanto C….AO de carro atrapalhando o trânsito!

  9. Concordo com a Aline, depois da pandemia quem está na praça são pessoas de fora. Todos os bairros tem suas praças, e aqui na Fazenda Chesf não tínhamos,. E as motos já circulavam aqui em manobras perigosas até antes do asfalto, pois quando eu chegava tarde da faculdade, pouco tempo depois escutava os barulhos e via as imprudencias. Daí pergunta -se, os menores saem tarde de moto e suas famílias sabem? Creio que sim. E se saem escondido a família não está cuidando do seu menor. Se é maior e adulto, não tem responsabilidade e nem educação. Radar infelizmente é a melhor solução pra falta de educação.

  10. Boa noite a solucao e caneta naquela maquininha que os caras nao consegue tirar as multa ir atras dos padrinhos . essa galera enche os hospitais tirando de quem precisa de um leito

    1. Bem que poderiam divulgar a quantidade de motoqueiros que se acidentam por dia na cidade, e assim fazer com que mais motoqueiros pensem em suas vidas antes de causar acidente por besteira.

  11. Eita Paulo Afonso de gente invejosa olho gordo se o cara tem moto ou carro e porque ele batalhou pra conseguir povo fofoqueiro se não querem ouvir barulho se enterre no Dom Mário zaneta

  12. Lá no paredão também está do mesmo jeito porque eu faço caminhada nós dois lugares e é o que eu mais vejo. Além de vários usuários de drogas. Cadê a segurança que não ver isso.

  13. Lamentável situação onde o cidadão não tem seus direitos adquiridos constitucionalmente contra a perturbação a Ordem Publica serem cumpridos. Isso é descaso dos gestores locais! Falta de respeito e descumprimento dos deveres a eles concedidos. Alerta, cidadão! Denuncie e cobre medidas concretas! Infrações dessa natureza não é mais tolerável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.