Por

[email protected] (www.pa4.com.br)

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

14886072_1386464534727430_1159272459_n-1

 

A 1ª Vara Cível da Comarca de Paulo Afonso concedeu liminar determinando que o Assaí Atacadista saia imediatamente dos terrenos que invadiu no Bairro Jardim Bahia.

 

A Ação Ordinária de Reintegração de Posse com  Indenização por Perdas e Danos e pedido de  Tutela de Urgência foi proposta pelo advogado Adelmar Martorelli, que foi contratado pelos proprietários dos terrenos, José Teixeira Lima e Maria José Oliveira Lima.

 

Repórter Carlos Alexandre entrevistando seu José Texieira Lima - proprietário de um dos terrenos.
Repórter Carlos Alexandre entrevistando seu José Texieira Lima – proprietário de um dos terrenos.

A ordem judicial determina, ainda, se necessário, o uso de força, inclusive policial, para a garantir o seu cumprimento.

 

“A ré (Assaí) continua com a invasão e fazendo uso de máquinas escavadoras, cercando o imóvel e construindo uma via de acesso a estrutura do prédio da ré”.

 

“A liminar deve ser deferida, visto que, a esta altura já estar 14886180_1386464688060748_1502076568_nsatisfeitos os requisitos previstos no art. 561 CPC, notadamente em face  de ser posse nova e considerando a prova documental acostada aos autos… defiro liminarmente a reintegração da posse do bem imóvel”.

 

“Havendo resistência ao cumprimento desta decisão, autorizo o uso da força pública para o cumprimento da diligência, se necessário”.

 

A liminar foi concedida pelo juiz de Direto, Rosalino dos Santos Almeida.

 

Leia Também:

Morador diz que foi humilhado pela prefeitura após ter parte do seu terreno ‘engolido’ pela construção do Assaí (áudio e fotos)

Morador acusa prefeitura de invasão em parte do seu terreno para construção do Assaí

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

31 respostas

  1. Esse terreno antes do Assai chegar servia de corta caminho por carros e motos, tereno aberto, sem marcação alguma, muro ou alicerce, total abandono, é só ver no google mapas, aí acontece do Assai usar de acesso a construção e usam de oportunidade pra ganhar um dinheiro. Pq não passou o muro antes no tereno???

    1. Não importa se não tem muro ou cerca, se o dono tem o documento do terreno e o IPTU pago todo ano,o assai tem que sair mesmo,se fosse seu terreno Breboto o você faria,você ia deixar?

      1. já que é de interesse da empresa porque não propôs comprar sou fiscal de obras e vejo muito isso porque se acha grande quer menosprezar o pequeno o direito de um termina onde começa o do outro

      2. Você ou familiares seu pode precisar de emprego no Assaí, se ja não levaram currículo.
        Aí vc vem com essa baboseira de conversa?
        Desenvolvimento para Paulo Afonso, essa é a oportunidade.
        Se liga

  2. Realmente eles poderiam ter mudado, mas isso não justifica uma empresa grande invadir e tomar esse terreno para fazer a alça de entrada para carga e descarga de mercadorias do mercado

  3. Como construir sem licença da Prefeitura jamais iria deixar construir uma coisa se tivesse outro dono eu acho que tem alguma coisa por trás disso aí viu é muito estranho porém a prefeitura já deu a licença de construção

  4. O fato pessoal é que o terreno pertence a quem de direito, ou seja, quem possui toda documentação regular e obrigatória. Essa situação será resolvida apenas com os documentos comprobatórios de posse dos terrenos.

  5. Eu quero é mais. Isso é apenas o começo da má administração desse vice prefeito do 55. Dali Flávio. Bota pocando como você fez com os concursados.

  6. Em Paulo Afonso não existe justiça, isso todo mundo sabe desde do tempo que os concursados nunca conseguiram assumir seus cargos. O vice é cabra macho, acaba mesmo com esses monte de pobres, da rua e dos bairros. Em primeiro lugar os direitos dos ricos.

  7. Já que. O açaí já está sendo construído deveria ter acordo porque o dono do terreno não vende a parte que eles usaram? Ao mesmo tempo entendo o homem foi as humilhações que ele passou na prefeitura.

  8. eu sei que sucede a unica oportunidade de emprego para a população, poder trabalhar esta sendo fechada,por erros burocraticos se fosse invadido por que esperou o projeto ser construido para agora destruir ? vejo isso como uma Mafia por causa da grande concorrencia entre grandes potencia,grandes supermercados.

    1. Estou acompanhando a luta desse senhor desde o começo, há alguns meses atrás quando ainda havia apê as marcações no terreno ele primeiramente procurou os responsáveis pela obra e também a prefeitura porém ninguém resolveu e continuaram a construir só dps disso ele procurou a justiça

  9. Aí a empresa deve pagar o. Rapaz eles não vão querer tomar prejuízo .é outra a obra e crescimento pra cidade e emprego e preço bom para toda população

  10. Se realmente ele é dono do terreno,porq só agora q já estar quase pronto ele aparece,na minha opinião eu acho q o Assaí atacadista não tem culpa pois foi a prefeitura q autorizou sua construção ali naquele local antes mesmo do Assaí iria fazer o shopping pois essa história do shopping já é bem antiga e só agora esse senhor vem se manifestar,creio eu q o Assaí tem como comprar esse terreno para esse senhor pois está sendo contratado 250 pais e mães de família uma grande oportunidade de emprego,pois eu não concordo pararem essa obra olhem tbm para esses país de família q vão se empregar,seria bem mas fácil o senhor q se diz dono do terreno fazer um acordo junto com seu advogado para o Assaí lhe pagar pelo terreno e não destruí um sonho de Muitos q é trabalhar numa empresa grande como essa.elembre se é só fazerem um acordo incluindo a prefeitura também pois foi de lá q partiu a obra para a construção.

    1. Não é toda a obra
      A parte envadida foi 2 lotes de 12×22 q fica por trás do mercado
      Eles invadiram para fazer a entrega de caminhão, somente nessa parte não em toda aquela area

    2. Estou acompanhando a luta desse senhor desde o começo, há alguns meses atrás quando ainda havia apê as marcações no terreno ele primeiramente procurou os responsáveis pela obra e também a prefeitura porém ninguém resolveu e continuaram a construir só dps disso ele procurou a justiça

  11. E o tal shopping center que vai chegar em PAULO AFONSO QUE ESTÁ PREVISTO SUA CONSTRUÇÃO JUSTAMENTE AO LADO DO MERCADO DO ASSAÍ, SERÁ QUE O TAL TERRENO NÃO PERTENCE AO MESMO DONO OU Á OUTROS DONOS QUE ENTRARÃO NA JUSTIÇA PRÁ EMPEDIR TAL OBRA DO SHOPING CENTER????? ALIÁZ PORQUE OS DONOS DO ASSAÍ NÃO COMPRAM O TAL TERRENO DO DONO QUE RECLAMO U NA JUSTIÇA???

  12. PESTE DESSE ASSAÍ TAMBÉM TÁ CHEIO DE GENTE COLOCADO POR ESSE GRUPO MISERÁVEL, NÃO ADIANTA TER COMPETÊNCIA PRA TRABALHAR LÁ PORQUE SÓ ENTRA QUEM TEM PEIXADA E QUEM FEZ CAMPANHA PRO PREFEITO JÁ MORREU DE DEUS. FIZ TUDO E PASSEI E QUEM ENTRA É QUEM NEM SABE FAZER NADA, TEM GENTE ATÉ DE FORA.

  13. O dono do terreno ter cercado toda sua área, deixou as pessoas acessarem o terreno aí a prefeitura achou que era de acesso publico, mas mesmo assim não tira a razão do proprietário que deve procurar seus direitos.

  14. Independentemente do que fora mencionado pelos internautas, que eu considero relevante. Eu acredito muito no futuro da nossa cidade e, considero um lugar ainda excelente pra se viver, claro que temos nossas limitações, no caso da saúde por exemplo, onde um pequeno grupo de empresários montaram um cartel, impedindo ou desmotivando outros profissionais de se instalarem por aqui, objetivando a manutenção dos preços absurdos de exames, muitas vezes de má qualidade. E isso infelizmente não e algo perceptível por nossa população. Em relação a empresa ASSAÍ, não quero acreditar que a mesma veio se instalar em nossa cidade sem que o alvará de construção fosse liberado pelos órgãos competentes. Essa é a loja de número 103, do grupo Carrefour; ouço dos meus conterrâneos paulafonsinos, que será o inicio do progresso para a nossa região. Enfim, mesmo sendo a ascensão progressista como alguns dizem, jamais poderia vir se instalar por aqui, num terreno de propriedade privada, passando por cima das leis, independentemente de haver muros, ou cercas não no local. Isso é usurpação de coisa alheia, é crime. Esse grupo é riquíssimo, tem que pagar SIM pela instalação do empreendimento, e os órgãos que forneceram os alvarás, deverá ser responsabilizada judicialmente também. Paulo Afonso deve e irá crescer, mas tudo tem seu tempo, agora adquirir ascensão progressista em detrimento do povo da nossa terra, estar fora de cogitação.

  15. JA QUE ESSES TERRENOS SÃO PEQUENOS E SO SERVEM PARA SER A ENTRADA DE CAMINHÕES PARA CARGA E DESCARGA . ACHO QUE O MELHOR QUE A ASSAI DEVA FAZER É DEIXAR DE MÃO ESSES DOIS TERRENOS E PROCURAR COMPRAR OUTROS DE OUTRAS PESSOAS QUE NÃO ESTEJAM VISANDO MUITO LUCRO COM A VENDA DOS TERRENOS, QUE SE NÃO FOSSE O ASSAI, NÃO VALERIAM MAIS QUE 150.000,00 OS DOIS JUNTOS.

  16. O POVO BRASILEIRO DIGO POBRE TEM QUE SE FERRAR MESMO É SOFRENDO E VOTANDO NESTES CANALIAS ,SE VENDENDO POR MIGALHAS DESTES PODRIDÃO GOVERNANTES DESTE PAÍS.SOFRAM BRASILEIROS BURROS ?NA MINHA OPINIÃO ESTÁ TUDO SOBRE CONTROLE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.