20 de setembro de 2021

Governo da BA e APLB mantêm impasse e professores não retornam para aulas semipresenciais

Por

Redação (pa4.com.br) via A Tarde

Mesmo com o retorno das aulas semipresencias desde o dia 26 de julho, o governo da Bahia não entrou em acordo para retomadas dos professores da rede estadual de ensino. Na noite da última quarta-feira, 11, a reunião com o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado da Bahia (APLB) resultou na permanência do impasse.

No encontro, a APLB reafirmou a posição dos professores de só voltarem às salas de aula 15 dias após receberem a segunda dose da vacina contra a Covid-19. A categoria é a favor de manter as aulas de maneira virtual até que todos os profissionais estejam imunizados com as duas doses.

“Pedimos ao governo que garantisse a conclusão da vacinação dos profissionais de ensino até o dia 10 de setembro, mas não houve acordo. O governador segue irredutível na decisão de manter as escolas abertas, mesmo sem estrutura nas unidades e vários casos de contaminação de professores e alunos após a volta presencial”, disse ao G1, o presidente do sindicato, Rui Oliveira.

O sindicato informou que 95,6% dos professores decidiram pelo retorno somente após a imunização completa e que a categoria não irá retornar ao trabalho semipresencial em agosto. A APLB busca na Justiça a manutenção das aulas remotas.

As aulas da rede estadual foram retomadas no dia 26 de julho e desde então foi registrado baixo presença de professores. As aulas foram retomadas para alunos do ensino médio em formato híbrido. As turmas foram dividas em 50%. Com metade dos alunos assistindo aula presencial segunda, quarta e sexta, e outra metade na terça, quinta e sábado. Nos dias que não estiverem na sala de aula, os alunos irão assistir as aulas de maneira virtual. Os grupos invertem na semana seguinte.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 7

  1. Alzira says:

    Tem que aguardar a Segunda Dose. Não é eficaz tomar somente 1 dose. Deve-se sim aguardar e não a volta às aulas sem concluir a etapa imunológica. Não só os Professores e sim a todos que fazem parte desses Profissionais.

  2. Olinad says:

    Voltar às aulas ninguém quer, mas os bares, restaurantes, pracinhas públicas só vivem cheias…
    Vá entender!!!!

  3. Observando says:

    Todas as categorias retornar ao trabalho está na hora de deixarem de desculpas e retornarem também

  4. Miriam says:

    O governador tem que cortar o salário de quem não quer voltar trabalhar pois, só recebe quem trabalha e tem muita gente querendo trabalhar pra ser chamada

  5. Estudante says:

    Não querem voltar pra dar aula mas pra tá.em bar, aniversários, viagens, excursões e churrasco podem

  6. francisco j says:

    Vamos deixar de demagogia, muitos jovens não querem voltar as aulas, nunca gostaram de estudar querem ficar nos bares, banhos no bico de petra, muitas selfs, fazer trilhas, e muitos ainda arrumam netos para os pais criarem. Os professores esquecem que muitos apanharam de aluno ou foram ameaçados, outros tiveram seus carros arranhados………. as midias fiam fazendo propagando que os alunos estão com saudades da escola……kkkkkkkkkkkkk ah coitados me engana que gosto.

    • Laís says:

      Se fizeram concurso para ser professor é escolha de cada um e tem que obedecer as ordens “do patrão*, agora querer ficar dando desculpas para não retornar ao trabalho, onde as demais categorias continuam trabalhando e muitos não pararam e nem vacinados estavam e ainda ter quem ache que o errado é o patrão/governo, realmente é hipocrisia ou burrice mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!