Por

REDAÇÃO - PA4.COM.BR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Foto: Arquivo/Google Maps

A nova avenida entre a Vila Militar e a Caixa Econômica.

A melhora da circulação e a ajuda aos mais necessitados




 

 

 

Ladeada por duas instituições bem avaliadas do Brasil, Exército Brasileiro e Caixa Econômica, a nova avenida, em construção, entre o centro de Paulo Afonso e o Bairro General Dutra, caminho do Centenário, surge em boa hora. Provavelmente, acreditamos, vai evitar o contorno incompreensível que os motoristas, vindos da Vila Militar, têm que percorrer para chegar ao centro.

 

A área, salvo engano, já sabíamos de um empresário surpreendentemente bem sucedido e proativo, amigo esposo de uma ex-aluna amiga e filho de pioneiro honrado. Bom quando alguém cresce e proporciona, a reboque, oportunidade para outros. Não nos referimos a um crescimento baseado em concessões pródigas sem retorno ou baseado na expropriação do patrimônio de quem suou e acumulou. Tal expropriação fatalmente tornará o “doador” em necessitado aumentando a massa dos desvalidos. Assim é a liberalidade em que acreditamos e a partir da qual o mundo pode se desenvolver. Com a supervisão forte do Estado enxuto, há que se dizer.

 

Não tivemos a curiosidade (a obrigação de fazê-lo, observaria algum leitor mais exigente) de procurar saber se o empreendimento é público ou privado. Apenas antevemos o benefício que vai trazer.

 

Também não sabemos se é uma contemplação da anunciada reforma do centro da cidade quando, esperamos, nos seja devolvida a subida da Getúlio Vargas, evitando o desgaste nefasto de dobrar e circular por várias ruas. E aqui apontamos como ponto de honra a preservação ou a compensação de quem acreditou na reforma anterior e investiu na área.

 

Torcemos que o esforço para a travessia da tempestade da Covid-19 não anule a intenção de racionalizar a circulação em todo o Centro. A propósito, a nossa Prefeitura, dita rica, tem, ou está a executar, algum programa de cessão de alguma ajuda mensal para os que estão impedidos de trabalhar como está fazendo, como exemplo, a prefeitura de Salvador? Estamos a conjecturar sobre mais uma ação emergencial além das que estão sendo executadas pelo Poder Municipal.

 

Francisco Nery Júnior

 

P.S. Que toda crise traz soluções, sabemos. Que na crise alguns ganham, também. Nada a censurar. Data vênia da cutucada, setores abertos que sabemos faturando mais que em tempos normais, estão chegando perto do esforço de ajuda para os que estão com fome? Desculpem-nos o tom de pregação, mas vale lembrar: “A quem se dá mais, se exige mais”.




 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

17 respostas

  1. Cadê as oportunidades de emprego ou trabalho para os menos favorecido,
    A gente que não tirou auxílio e não tem emprego e nem renda alguma.

  2. Supermercados, principalmente os pequenos, estão com movimento grande. vendedores de gaz tb porque o pessoal está consumindo mais gaz. Ajudar nas campanhas de arrecadação.

  3. Perfeito seu texto. É verdade, olhar o que tá bonito sem lembrar de quantas coisas graves e mais urgentes e que ficou para trás. Uns ganham muito e muitos não recebem nada, e a injustiça humana caminha a passos largos, mesmo esquecendo de lembrar que tanto poderia ser feito pelo outro, principalmente num momento em todos nós, com muito ou pouco, somos exatamente iguais.

  4. parabéns pelo texto,ficou bonita essa avenida agradeço a esse empresário, que nos proporcionou isso, e também sou de acordo que a Getúlio Vargas seja liberada,pra fazer calçadão seja a rua São Francisco.

    1. Essa avenida é um acesso particular aos condomínios de dois empresários. Não mudará em nada o trânsito para o centro da cidade. Kkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. A gente provoca e aprende sobre o comportamento humano. Interessante que algumas pessoas se incomodam quando a gente elogia alguém ou uma coisa boa para a cidade e para todos. Poderiam aprender com quem é investidor e tentar imitar.Pelo menos imitar. Claro que todos têm valor e todos respeitamos todas as opiniões. Aprendemos e crescemos. É a vida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. O ‘NÃO SE INFORMA’ perdeu tempo e jogou comentário fora. A rua é pública e todos poderão usá-la, inclusive você. Jogou risadaria fora. Macaco tava certo.

  7. Em nome do Grupo JB Alves agradecemos ao Professor Francisco Nery pelo artigo, estamos pavimentando e urbanizando a avenida em parceria com a construtora Coimpe, que se chamará Alameda Apolônio Sales. Ao final se tornará uma via pública através de doação ao município para uso de todos os munícipes, tendo saída para a vila militar.

    sds

    Tarcisio Alves
    Diretor Comercial
    JB Alves de Paulo Afonso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.