20 de setembro de 2021

“Sem querer, derrubei a faca” diz feirante que matou cadela em Delmiro Gouveia (AL); audiência de custódia manteve prisão

Por

Redação (pa4.com.br) via G1al/Gazeta Web/Correio Notícia

Cadela é esfaqueada por feirante em Delmiro Gouveia. Reprodução: Ítalo Timóteo

Uma audiência de custódia realizada nesta quarta-feira (25) manteve a prisão do feirante Efigênio Santos Silva, suspeito de matar esfaqueada uma cadela no mercado público de Delmiro Gouveia, Sertão de Alagoas.

Ele foi preso pela Polícia Militar na segunda (24). Nesta manhã, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva após pedido do Ministério Público do Estado (MP-AL), que aguarda a conclusão do inquérito da Polícia Civil para denunciar Silva à Justiça. O caso é investigado pela Delegacia de Crimes Ambientais.

Segundo testemunhas, a cadela foi morta por comer um pedaço de carne que estava exposta na barraca de Silva. Enfurecido, ele perseguiu o animal e o matou com vários golpes de facão.

O animal foi resgatado e levado para uma clínica veterinária, onde chegou a passar por procedimento cirúrgico, mas faleceu horas depois.

De acordo com o site Correio Notícia, “o feirante relatou, durante a audiência, que não teve a intenção de matar o animal, tendo o fato sido um acidente. Ele relatou que estava na tarimba (local onde é vendida carne) de um colega, quando, sem querer, encostou nos produtos e derrubou uma faca que acabou atingindo o animal.

Ele ainda contou que saiu correndo atrás do cão ferido, para recuperar a faca, mas que, diante da revolta de uma mulher que presenciou o ocorrido, decidiu sair do local e retornar para casa, na zona rural do município, onde foi preso em flagrante delito pela polícia, horas depois.

A versão do marchante não convenceu o Ministério Público, que pediu a prisão preventiva dele. O Judiciário deferiu o pedido, com isso, o preso será encaminhado para o sistema penitenciário, enquanto o caso é julgado.
Em entrevista para o Programa Tribuna Popular, da Rádio Correio Delmiro, o marchante disse que está surpreso com a decisão, mas que a respeita. Ele aproveitou e reafirmou que o que aconteceu foi um acidente.

“Foi um acidente, peço desculpas a todos os ouvintes. Eu não atirei faca no animal, eu sou consciente, eu tenho muito respeito pela vida. Quero que provem que fui eu que matei. Foi um acidente”, disse.

O homem ainda afirmou que não esperava que o caso tivesse tanta repercussão. “Eu crio meus cachorros, eu tenho amor pelos meus animais. Estão me acusando injustamente, sou inocente, sou um pai de família”, afirmou o marchante, que finalizou a entrevista cobrando à prefeitura uma solução para os animais nas ruas. “Prefeitura, crie um órgão para proteger os animais, para não acontecer algo assim com outro coitado como eu”, concluiu.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 2

  1. Péricles Sampayo says:

    Esse …. quer convencer quem, mentindo assim? Só se derrubou a faca diversas vezes, tamanho o estrago que fez no pobre animal! Agora vai passar algum tempo atrás das grades, pra aprender! Miserável! O veterinário me disse que foram 4 ou 5 golpes profundos!

  2. Matilde says:

    Infelizmente lamentável sem palavras o animal perdeu a vida não volta mais e eu não estava lá não posso julgar mais Deus sabe de todas as coisas do coração de cada se estar mentindo ou não deus fará a justiça correta a vida é cheia de escolhas e supressas também infelizmente boas e mais ainda ruins jesus nos abençoe e nos livre de cair em tentação de todo o mal e de pessoas na todos os Dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!