Ex-professora do Colepa (Chesf), Alderiva Farias Campos morre aos 73 anos, vítima de Covid-19

Faleceu ontem, em Salvador, a professora Alderiva Farias Campos, pioneira das Escolas Reunidas, da Chesf

Por ANTÔNIO GALDINO (www.folhasertaneja.com.br) | 26 de junho de 2020 às 18:14

Alderiva Farias Campos Paranhos, que foi professora da Chesf, tinha 73 anos. Foto: Redes sociais

Faleceu ontem, 25 de Junho, em Salvador, vítima do Covid-19, a professora Alderiva Farias Campos Paranhos, que foi professora da Chesf, das Escolas Reunidas e estava morando na capital baiana, onde se casou com o baiano Orlando Paranhos e dessa união nasceram 4 filhos e o casal tinha mais uma filha do coração, de 10 anos. Ela deixa também 5 netos.

 

Depois de trabalhar muitos anos como professora da Chesf, muito ligada à Professora Amelinha, diretora das Escolas Reunidas, Alderiva se mudou para Salvador e ali completou o tempo de aposentadoria, trabalhando no setor comercial.

 

A professora Alderiva tinha 73 anos e era filha de tradicional família gloriense, cujo patriarca, o Sr. Alfredo Campos, foi vereador do município de Glória por muitos anos e teve atuação importante no processo de Emancipação política de Paulo Afonso pois foi contemporâneo de Abel Barbosa na Câmara Municipal daquela cidade quando o projeto de emancipação de Paulo Afonso foi votado.

 

Os pais de Alderiva, Sr. Alfredo Campos e D. Julieta Farias, tiveram 15 filhos, alguns já falecidos como Gileno Campos e César Campos que foi atleta do COPA e da Seleção de Paulo Afonso. Doze dos 15 irmãos ainda estão vivos. Cinco irmãs moram em Paulo Afonso, um irmão mora na Quixaba, em Glória, outro irmão mora em Fortaleza, uma irmã em São Paulo e outros três irmãos e uma irmã moram em Salvador.

 

Alderiva era cunhada do chesfiano aposentado Manoel Rozendo, que é casado com sua irmã, a professora Socorro Campos e irmã das também professoras e educadoras da Chesf, Julieta Campos, Iêda Campos que, com o encerramento das atividades do COLEPA, trabalharam durante muitos anos na Divisão de Recursos Humanos de Paulo Afonso e no Centro de Treinamento da Chesf.

 

O sepultamento da professora Alderiva será neste dia 26 de Junho, às 15:30 horas, no Campo Santo, em Salvador.

 

A informação chegou ao site através do seu cunhado, Manoel Rozendo.

 

A Associação de Ex-alunos do COLEPA encaminhou ao Folha Sertaneja uma Nota de Pesar pelo falecimento da ex-professora do sistema de ensino mantido pela Chesf por mais de 50 anos, Alderiva Campos, “mais um dos pioneiros educadores das escolas da Chesf em Paulo Afonso”, diz o presidente da Associação, Manuel Barboza Reis.

 

13 pensamentos em “Ex-professora do Colepa (Chesf), Alderiva Farias Campos morre aos 73 anos, vítima de Covid-19”

  1. Deus em sua infinita misericórdia receba Alderiva Campos essa pessoa linda que deixa um legado de muito amor nas pessoas que a conheceram.

  2. As pessoas que fizeram a CHESF com orgulho e dedicação e outros que vieram para esse município merecem ser lembrados e homenageados, não podemos deixar que a morte chegue para lembrar deles pois, muitos estão vivos e essas pessoas contribuiram para o desenvolvimento da região. Parabéns aos ex-alunos do COLEPA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.