19 de junho de 2021

Evinha propõe melhorias na UPA e diz: “não podemos aceitar que tratem a população como bichos”

Por

Assessoria de Comunicação

Vereadora Evinha Oliveira. Foto: Assessoria Parlamentar



 

Evinha Oliveira (Solidariedade), líder da bancada de oposição, discursou durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, ocorrida mais cedo, e chamou atenção para o descaso com o qual a população doente ou com suspeita de estar com a Covid-19, vem sendo assistida no Hospital de Urgência-UPA.

A vereadora lembrou aos colegas que hoje, após o próprio governo admitir o estado crítico da Saúde, está provado que a oposição não mentiu sobre a situação dos hospitais e dos serviços. “Quem acompanhou nas redes sociais, através dos sites, viu o que as pessoas falaram sobre as dificuldades no atendimento, colocando seu pesar por ter perdido alguém; por isso eu reforço que não há incoerência na nossa fala, vimos o áudio do secretário de Saúde [Adonel] e a população não mente quando diz que não está sendo atendido e que não tem remédio. Resta agora pensar por que não tem?”

Não houve até agora, segue informando Evinha, qualquer prestação de contas sobre os recursos da Covid-19. “Eu nunca vi uma prestação de contas específica sobre a Covid – já que se pode comprar com dispensa de licitação-, então deveriam ter transparência para nós vereadores; só nos resta fiscalizar, fazer a nossa parte porque as pessoas estão morrendo; precisamos saber em que foi gasto esse recurso para justificar que falte remédio e atendimento. ”

O medo de morrer
“Vimos nos vídeos como acontece o atendimento misturando gente que já tem o vírus com quem está com suspeita, e por que não separam as pessoas?, quem está diagnosticada ser atendido num lugar, e quem não está em outro. Vimos as filas das pessoas amontoadas, umas em cima das outras parecendo bichos, e não é assim que a gente deve tratar a população. Por que não colocaram toldos, cadeiras e assim dar o mínimo de conforto para quem já está sofrendo com a doença?”

Ainda sobre a situação da Covid, Evinha cobrou que o prefeito Luiz de Deus (PSD) aparece e venha resolver os problemas. “A gente aqui do Legislativo fica de fora porque não tem conversa com o Executivo, e a prefeitura não pode conversar com todo mundo, para isso existe os vereadores que somos representantes do povo.”

 

 







VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.