Por

ASSESSORIA PARLAMENTAR

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Vereadora Evinha Oliveira (SD), na sessão desta segunda-feira (8). Foto: Assessoria Parlamentar



 

 

PAULO AFONSO – A vereadora Evinha Oliveira (Solidariedade), encaminhou nesta segunda-feira (08), uma indicação à Secretaria de Infraestrutura, solicitando estudos técnicos para a implantação barreira eletrônica e/ou redutores de velocidade no trecho da BA-210, que liga o centro ao complexo de bairros do BTN.

 

A vereadora justificou o pedido pelos números alarmantes de acidentes na ponte, causados sobretudo por condutores que abusam da velocidade.
“São muitos acidentes gravíssimos que mutilam os sobreviventes, quando há sobreviventes, e as autoridades precisam agir”, disse Evinha.

 

Lembrando que no ano passado três jovens morreram numa tragédia envolvendo duas motos, e neste fim de semana, mais um, envolvendo o médio doutor Henrique, e tantos outros num curto espaço de tempo.
Apesar de a pista ter vários quebra-molas, a parlamentar entende que precisa ser mais segura.

 

“Não pode continuar ocorrendo tantos acidentes para que seja solucionado esse problema, deve-se buscar incessantemente a cooperação entre os poderes responsáveis pela manutenção da via, tratando de promover a segurança e a preservação de vidas humanas.”




 



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

6 respostas

  1. Nobre vereadora, não peça instalação de redutores de velocidade, solicite fiscalização! Todos sabem que é proibido ultrapassagem nesse trecho. Se houvesse fiscalização com aplicação de multas para que desrespeitar as normas de trânsito já seria uma grande atuação para diminuir acidentes e as barbeiragens que acontecem todos os dia no trecho que liga o BTN e a prainha.
    Fiscalização naquele local, nem que seja eletrônico, seria uma boa fonte de receitas com as multas que forem geradas.

  2. certo!otima ideia eu tambem tinha sugerido redutores na curva da baboseira e resouveu o problema então tasca quebra molas na pista do btn da prainha ao parque aquatico.

  3. Só não coloquem mais quebra-molas, usem outro tipo de redutor, ninguém aguenta mais quebra-molas. Só sabem fazer isso nessa cidade? Acordam pensando onde colocar mais um quebra-mola?
    As motos continuam voando por cima e os carros não conseguem andar 100 metros sem parar nesses infelizes quebra-molas.

  4. Paulo Afonso, a cidade dos quebra-molas. Ninguém fala em retirar os quebra-molas existentes e instalar lomba eletrônica, só fala em instalar mais quebra-molas. E outra coisa: motoqueiros não respeitam quebra-molas, passam de lado ou voam por cima.

  5. Agora se for colocar que seja eletrônica, não coloquem quebra molas. Se colocarem câmeras verão que e um festival de imprudências, principalmente de motos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.