Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

 ″Se ligo para a prefeitura sou informada que é com a Embasa, e se aciono a empresa espero eternamente, isto fede, isto incomoda, isto é imundo!″,  relato da comerciante dona da farmácia agraciada com o esgoto estourado, há mais de três meses, é carregado de indignação e se estende como queixa de muitos pauloafonsinos.

 

dsc_8591
Comerciante improvisa conserto na rede de esgoto estourada há três meses.

 

Lembrando que a famosa taxa de esgoto da Embasa para Paulo Afonso é de 80% e a empresa, como é possível perceber, não consegue atender a demanda dos consumidores. Quando  a  responsável pela manutenção da rede era a prefeitura – ainda que não fosse com agilidade necessária, tinha mais eficiência.

 

dsc_8592

 

Contudo, está na dependência da prefeitura o envio de um projeto de lei que renovará o convênio da Embasa, se dependesse do crivo da população que sofre com a falta de manutenção, a empresa poderia arrumar as malas.

Sem a devida assistência, a comerciante usa a criatividade: uma placa de trânsito para amenizar a feiura do buraco, e quem sabe abafar o fedor,  note-se: ao lado de uma farmácia,  pois o que os olhos não veem o coração não sente.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

2 respostas

  1. caro colega!
    realmente quem resolvi é a embasa e fazem com muita resposabilidade e pontualidade é somente agendar
    que eles desentope.

    trabalhando com exelencia e profissionalismo.

    1. Atenção, onde ainda não chegou a cobrança dos 80% de taxa de esgoto a responsabilidade ainda é da prefeitura que por sinal é bem administrada por um gestor de responsa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.