19 de junho de 2021

Em meio ao “caos”, vereador Marconi Daniel pede intervenção do Estado na saúde pública de Paulo Afonso

Por

Assessoria de Comunicação

Vereador Marconi Daniel. Foto: Assessoria Parlamentar



 

Durante Sessão remota da Câmara de Vereadores de Paulo Afonso nesta segunda-feira, 17, o vereador Marconi Daniel (PODEMOS) afirmou que “a irresponsabilidade do Governo Municipal está sendo paga com vidas”. O parlamentar afirmou que solicitou a intervenção do Governo do Estado da Bahia na cidade em meio ao caos em que se encontra a Saúde Pública.

“Quero pedir ao governador da Bahia (Rui Costa) que ele faça uma intervenção na Saúde publica de Paulo Afonso. Somos baianos, precisamos de aumento no número de leitos que foi prometido pela prefeitura e não ocorreu. Senhor Secretário de Estado da Saúde da Bahia, Fabio Villas Boas, a população clama por socorro. o jeito que as coisas estão indo não dá mais. Intervenção na Saúde já”, afirmou.

O vereador disse ainda que a situação chegou a um ponto insustentável. “Estou desgastado por está batendo na mesma tecla. Há cerca de 1 ano e três meses de pandemia venho falando sobre o descaso em que se encontra a Saúde Pública de Paulo Afonso. Faltam remédios, papel higiênico, kit de limpeza em hospitais, além de médicos. Tudo isso por culpa da falta de gestão, da responsabilidade de quem administra o município. Não podemos ficar de braços cruzados e o povo pagando com a vida”, destacou.

Caos na Saúde

Ainda durante a Sessão, o vereador Marconi disponibilizou um áudio no qual o atual Secretário Municipal de Saúde, Adonel Junior, afirma que a Saúde da cidade encontra-se em um caos. No áudio, o Secretário de saúde chegou a pedir socorro aos secretários municipais. “No momento estamos passando por um Caos em Paulo Afonso. Eu não tenho onde colocar paciente mais. Estou correndo aqui para abrir leitos de hoje até amanhã e preciso do apoio de todos. Quem tiver insumos, medicações, que possa nos ajudar, nos ajudem e enviem”, disse o Secretário em áudio.

Marconi classificou grave a situação e afirmou que a Prefeitura falhou ao não se planejar durante as ações de combate e enfrentamento da Covid-19. “É triste você ouvir um áudio de uma família pedindo socorro falta de ar. É triste ver pessoas procurando UPA e não ter teste para se fazer. É triste ouvir familiares falando – não deixe meu ente morrer. Secretários sejam mais humanos. A família do prefeito teve que se cuidar fora daqui. Porque será que eles não foram atendidos aqui em Paulo Afonso?. A saúde de Paulo Afonso está um caos há muito tempo e ouvir o secretário pedindo socorro, insumos, remédios, é grave. Onde está o planejamento da Secretaria Municipal de Saúde, da Prefeitura”, questionou Marconi.

O Parlamentar sugeriu a criação, em caráter de urgência, do Comitê de crise Covid. “Acabou essa falta de vergonha. Precisamos criar de forma imediata um Comitê de crise Covid. Me coloco à disposição para que isso ocorra. Essa é uma causa nobre e precisamos do apoio de todos. A Covid está matando e muito. Somos a 6º cidade em número de infectados na Bahia, isso significa que os gestores por aí afora têm condições de resolver e aqui se faz vista grossa. Prefeito, se não tem condição chame o vice, para de falar que vai fazer praça na Getúlio Vargas”, disse.

Marconi finalizou falando que: “nós temos que abrir essa caixa preta de Paulo Afonso que se chama CPI. Precisamos saber para onde foi esse dinheiro. Está faltando remédios e insumos porque fornecedores não receberam e não se abastece a prefeitura sem dinheiro. Conversei com vários fornecedores e todos alegam dificuldade em receber. Precisamos mudar essa história”, finaliza.







VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.