31 de julho de 2021

Em audiência pública, Ebserh diz não ao Hospital Nair e questão deve retornar à justiça

Por

Redação (pa4.com.br)

Deputados Bacelar e Mário Negromonte Júnior durante a audiência pública. Foto: reprodução.

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados promoveu audiência pública nesta sexta-feira (2) para discutir a situação do Hospital Nair Alves de Souza localizado no município de Paulo Afonso, Bahia. A intenção é de transformar o HNAS em hospital universitário, gerido pela Ebserh, e melhorar o atendimento à população, além de garantir que os alunos do curso de medicina da Universidade do Vale do São Francisco façam residência na unidade, transformando Paulo Afonso em um centro educacional de medicina.

O deputado Bacelar (Pode-BA), autor do requerimento para realização da audiência afirmou que o HNAS passa por um período de grandes dificuldades e incertezas. Lembrou do termo de compromisso assinado em 2015 e renovado em 2018 para que o Nair fosse transformado em hospital universitário, gerido pela Ebserh, mas lamentou que até o momento o acordo ainda não saiu do papel.

Porém, o vice-presidente da Ebsehr, Eduardo Chaves Vieira, argumentou que não foram cumpridos itens dos termos de compromisso e, por isso, a incorporação não foi feita. Ele ressaltou que dificilmente o Hospital Nair Alves de Souza será absorvido pela empresa e acrescentou que talvez a solução esteja no Ministério da Saúde.

Vice-presidente da Ebsehr, Eduardo Chaves Vieira, e equipe durante a audiência pública. Foto: reprodução.

Logo após a negativa da Ebsehr, o deputado Mário Negromonte Jr (PP-BA), que nasceu no hospital, discordou de alguns pontos abordados pela empresa, inclusive afirmou que é a Ebserh uma das maiores responsáveis pela atual situação do hospital, uma vez que foi ela quem não cumpriu o compromisso firmado em duas ocasiões em assumir a gestão do Nair. O parlamentar sugeriu então levar novamente a questão à Justiça.

Gestão tripartite
Sidney Leão, coordenador do curso de Medicina do campus Paulo Afonso da Univasf, afirmou na audiência pública que a solução para manter o hospital seria uma gestão tripartite, com recursos municipais, estaduais e federais. Ele ratificou que já foram feitos dois termos de compromisso para a transformação do HNAS em hospital universitário até o final de 2020, mas a mudança não foi concretizada.

“Essa nossa luta não é somente a luta do colegiado, é a luta sobretudo de um povo, é a luta de mais de meio milhão de habitantes de quatro estados, que dependem do HNAS. É a luta incansável que essa coordenação, que esse curso de Medicina tem pela melhoria da saúde e da educação de Paulo Afonso e da região”, afirmou.

Exposição apresentada por Sidney Leão, coordenador do curso de Medicina do campus Paulo Afonso, durante a audiência. Foto: reprodução

 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 1

  1. francisco j says:

    Em resumo Luiz de Deus e Mario Junior que apoiou sua reeleição prejudicaram toda comunidade ao assumir o Hospital NAIR, acredito que teve o dedo de Aleluia para que Luiz fizesse uma merda dessa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!