Dr Luiz Neto: É dever de todos estarem alerta para o feminicídio

Por COMERCIALPA4.COM.BR | 20 de Fevereiro de 2020 às 19:19




 

 

Sábado dia 15/02, completou um ano do decreto assinado pelo Presidente Jair Bolsonaro, flexibilizando a posse de armas no Brasil. Naquela ocasião o alerta foi dado: As mulheres serão as maiores vítimas. Um revólver na mão potencializa os riscos de um marido agressor elevar, ainda mais, os já altíssimos índices de assassinatos no ambiente doméstico.

 

Os números oficiais ainda não foram divulgados. Mas quem atua na proteção e no acolhimento de vítimas de violência doméstica confirma que: depois da flexibilização da posse de armas, tem aumentado e muito a violência contra as mulheres.

 

Um cenário que assusta quem atua diretamente com vítimas de violência. É como se houvesse uma banalização e isso está vindo de forma mais acelerada. Existe um silencio que perdura pelo medo. A vítima de violência não denuncia porque ela não acredita na denúncia e não acredita na medida protetiva.

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), somos o quinto País que mais mata mulheres no mundo. Mesmo com leis protegendo as vítimas e punindo agressores. Os índices permanecem alarmantes. Porque não é só uma questão de punir, mas também de educar esse homem, desde cedo, a não enxergar a mulher como um objeto, um corpo cuja propriedade é dele. É preciso proteger, apoiar essa vítima de violência doméstica.

 

Há um padrão nas mortes por feminicídio. Elas começam com pequenos abusos, sinais sutis de descontrole emocional, que, não raro, vão avançando ate explodir na agressão total e violenta contra o corpo dessa mulher.

 

Porque não é fácil interromper um relacionamento abusivo. Tornando assim uma combinação fatal, o sentimento de posse do marido, disfarçado pelo que se costuma chamar de ciúmes, com violência, arma e morte.

 

*JOSÉ LUIZ NETO. É advogado Do Escritório

Luiz Neto Advogados Associados

www.luiznetoadv.com.br / luiznetoJL@gmail.com

 

6 pensamentos em “Dr Luiz Neto: É dever de todos estarem alerta para o feminicídio”

  1. Quando quer matar mata com qualquer arma. Então tem quê desarmar o policial também?? Pois eles também matam mulheres com sua arma?. Só é desculpa para desarmar a população enquanto o bandido fica armado como ficou, quando o cidadão tinha sua arma dentro de casa, o marginal pensava duas vezes antes de invadir a casa. Depois do desarmamento, eles entraram pois sabe quê não será surpreendido, é então abusa das mulheres quê encontrar na casa, estupra,rouba e ainda mata a todos em alguns casos.

  2. Quem quer matar não mata só a arma de fogo, mata a facadas, com ácido como visto nos jornais esses dias, espancada, a pauladas, quem faz o mal não é a arma, quando se já tem intenção de fazer o mal a arma de fogo não é a única opção que existe e nem a única usada. Nada de mais armas, novas mortes, os bandidos tão ai todos fortemente armados e o cidadão desarmado.

  3. Desarmar o CIDADÃO DE BEM e armar OS BANDIDOS não foi e nunca será a solução. A violência não é cometida somente por armas de fogo, também com facas, pedras, estrangulamento, etc.

  4. Ué! Quer dizer que no governo do PT não existiu violência contra a mulher ? Não existiu aumento da violência de qualquer natureza, mesmo sem porte e posse de arma?
    Não é só armas de fogo matam. Pois, em outros casos mostram que estrangulam, jogam de janela de apto, espancam, estupram e matam com golpes de faca ou pedra, tocam fogo, jogam ácido e muitas outras crueldades.
    Pessoas descontroladas existem em todos os lugares.
    Se desarmar o cidadão fosse solução, no Brasil não teria aumento da violência em governos passados.
    O que precisa urgente é DESARMAR OS BANDIDOS!

  5. Todo politico de esquerda usam as mesmas ladainhas acusando de toda forma o presidente da República
    Tudo quê acontece no pais a culpa é do presidente.
    Ou politiquinhos de baixa qualidade se respeite faça sua campanha na raça
    Quê depois que o bandido de 9 desamou o cidadão e armou os bandidos vocês ficaram pianinho.
    Vocês de esquerda não querem uma educação digna em mossa cidade,não querem saúde, vocês querem todos na pobreza para se benificiarem com os votos desses lêgos para se elegerem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.