Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Amar os padres, com as fraquezas ou apesar delas foi um pedido do então papa Bento XVI:

 

“Amem seus bispos, amem seus padres: apesar de suas fraquezas, são uma presença apreciada na vida”, afirmou Bento XVI.

 

Então eis que Pe. Gilmar e Pe. Adriano (paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro) escolheram o dia 12 de outubro, festa de Nossa Senhora Aparecida para suas ordenações, há 24 e 15 anos respectivamente.

 

dsc_7835
Fiéis parabenizam Pe. Adriano.

Na manhã desta quarta-feira (12), celebraram uma missa em ação de graças, presidida por Pe. Adriano, e concelebrada pelo bispo dom Guido, e pelo frei Ivanilton (Sagrada Família) e o Pe. Luís Tibúrcio (Centenário).

 

“A vocação não é nossa, a vocação é de Deus, e cada um de nós é chamado depois a corresponder esse chamado, vivendo bem o presente e as situações cada situação que nos é colocada por Ele”, disse o bispo.

 

Uma caminhada que, cada um a sua maneira, aprenderam a exercer, com as graças de Deus os mantendo firmes e com o auxílio do povo.

 

A presença de um padre na comunidade, prima, sobretudo, para que este se ocupe sempre mais das coisas de Deus, junto ao povo, nas situações concretas da vida, as “fraquezas” ditas por Bento XVI, vêm quando se dedicam mais as coisas dos homens.

 

dsc_7837
Pe. Gilmar: 24 anos de sacerdócio.

Nestes padres que destacamos aqui, há de se reconhecer que colhem hoje na diocese de Paulo Afonso, grande apreço dos fiéis.

 

Pe. Gilmar, o mais velho, é amado pelas suas ovelhas, não porque é uma figura simpática e acolhedora, mas porque por onde passou prestou serviços à comunidade: incentivou, construiu igrejas, educou-os na fé, germinou…

 

Aqui em Paulo Afonso, faz um trabalho sério a frente da Perpétuo, que tem uma área bastante heterogenia, se consideramos a cidade e a periferia, até mesmo as áreas invadidas cuja necessidade do povo clama aos olhos, aos ouvidos e ao coração.

 

Pe, Adriano, o mais novo, que viu despertar a vocação exatamente na ordenação de Gilmar, hoje é o chanceler da diocese, também passou pelas paróquias de Antas e Novo Triunfo, se dedica ainda aos estudos, leciona, além dos serviços pastorais.

 

“Nós somos fracos, mas com Cristo somos fortes,    quando nos recolhemos e prestamos contas a Deus, quantas lágrimas, mas também quanta alegria, em ser amigo de Deus, e sentir seu abraço”, disse Pe. Adriano.

 

Terminada a celebração, foi a vez dos fiéis, “dengar” os padres com presentes, abraços e beijinhos, comidinhas, e fotos, muitas fotos.

 

Sempre agradecendo a Deus por eles, por essa presença amiga, conciliadora, conselheira, afetiva com a palavra de Deus que fortalece e salva.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.