Carga com milhares de pares de calçados falsificados é apreendida em Paulo Afonso pela PRF-BA

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 16 de fevereiro de 2021 às 21:34

Foto: PRF-BA/Paulo Afonso



 

 

Uma carga com centenas de pares de calçados falsificados foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite desta terça-feira (16), durante abordagem na BR-110, trecho de Paulo Afonso, Bahia.

 

Durante a vistoria no caminhão-baú, os agentes encontraram a carga com diversos tipos de calçados das marcas Nike, Adidas, Lacoste, New Balance e outras.

 

O motorista e a carga serão encaminhados à Delegacia de Paulo Afonso, onde um boletim de ocorrência será registrado.

 

Os responsáveis pela carga poderão responder pelo crime que consta do Art. 184 do CP. “Violar direitos de autor e os que lhe são conexos:

 

Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

  • 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente:

Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.”

 

Veja vídeo e fotos no insta do sitepa4:

 

 




 



9 comentários em “Carga com milhares de pares de calçados falsificados é apreendida em Paulo Afonso pela PRF-BA”

  1. Não é novidade em p a , pq várias lojas cresceram rápido vendendo piratas como se fosse originais, e vão continuar vendendo pq tem muito mané e patricinha q compram só pra se exibir

  2. Rapaz então como chega estes maços de cigarros do Paraguai ali pelo comércio de Paulo Afonso, são cigarros e mais cigarros e bunjingangas do Paraguai que não acabam mais.
    Tá certo que todos tem de sobreviver mais assim já é demais.

  3. Poderiam investigar mais a fundo para descobrir os receptadores aqui da cidade, não os pequenos, mas os grandes que vendem o falsificado como original e com os preços absurdos.

  4. Aí ao invés de fazer uma doação aos carentes (pra quem realmente anda descalço), mesmo sendo de marca dos “prayboy”, acabam incinerando o material.

  5. Parabéns a PRF que está sempre atenta ao combate da criminalidade, mas esse tipo de delito ninguem vai preso, pois condenaçao de até cinco anos não vão para cadeia, coisas da nossa politica de beneficiamento de bandidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.