Campanha de Galinho busca unir uma cidade dividida

Por ASSESSORIA | 23 de outubro de 2020 às 21:32




 

Um muro fez parte da história da cidade de Paulo Afonso. Conhecido como “muro da vergonha” ele dividiu por décadas a prosperidade do acampamento Chesf da Vila de Operários cujas casas tinham como telhado sacos de cimento.

 

O muro caiu, mas o sentimento de duas cidades permanece. A exemplo de outros grandes municípios o novo muro tem como barreira o desenvolvimento que chega mais rápido para uns, enquanto nos bairros populares certas políticas públicas ainda sejam um “luxo”.

 

Nas eleições municipais de 2020 o debate sobre as duas cidades continua ignorado por alguns candidatos. Mário Galinho, candidato a prefeito faz uma campanha que não ignora o dilema: pelo contrário, o candidato do SOLIDARIEDADE o encara.

 

Em um dia em bairros da ilha como o Alves de Souza, estruturado e na região central. No outro dia no BTN III, mesmo distantes, dividem as mesmas preocupações como acesso à saúde e mais oportunidades de emprego, mas que praticamente não entram na pauta dos demais candidatos.

 

Galinho traz também uma abordagem humanizada. Ele não é o superstar da política, é alguém do povo, e como tal, faz a escuta ativa e preocupada com o cidadão.

 

Mais que unir duas cidades, a principal campanha destas eleições busca tornar a cidade igual em direitos e oportunidades.

 



12 comentários em “Campanha de Galinho busca unir uma cidade dividida”

  1. Estou feliz por ter feito a escolha certa, Mário Galinho tem tudo para dar uma cara nova a nossa cidade de Paulo Afonso, esses politicos ultrapassados, gananciosos, como Luiz de Deus, Anilton e Raimundo Caires, estão com os dias contados.
    A partir de primeiro de Janeiro, Paulo Afonso vai ser uma cidade onde a voz do povo tera vez.
    Mário Galinho 77. Prefeito

  2. Se os eleitores de Anilton pensarem bem, darão um voto útil em Galinho e ganham de Luiz. Em cidades que não tem segundo turno, as vezes temos que cortar na própria carne e evitar um mal maior.

  3. Achei muito interessante a lembrança do muro da vergonha….
    As pedras caíram, mas ainda não caiu a máscara de muitos que se acham importantes só porque moram na VILA🙋😔

    1. Lembrar a causa de dividir nosso povo, não foi nada interessante,pois o muro não foi construído em defesa da construção das usinas,as pedras é a engenharia de Fortaleza na época. Como se fala em unificar o povo pra mudar as mazelas usando jogo sujo da política de 32 anos?Galinho não devia juntar ao PT que está com anilton , que está com Luiz de deus,pois estão juntos e misturados. Por isso o voto consciente é do capitão paz.

  4. Campanha de galinho …
    Uma Campanha que não ENCOMODA ninguém..
    CAMPANHA linda e limpa…
    Os idosos.. doentes.. AUTISTAS
    E ANIMAIS agradecem..obrigada aos filhos da esperança 🙋🐓

  5. O jogo da política suja de 32 anos,colocam famílias amigas umas contra as outras, amigos de infância uns contra os outros, irmãos de sangue e irmãos conterrâneos entre contendas,e muitas outras divisões entre o nosso povo pra enriquecerem as nossas custas.Deppis de quatro anos,usam a memória fraca do povo,apertam as mãos dos que disputam,os mesmos que causam essa desunião Paulo Afonso.Jogo sujo que o povo esquece de cobrar as melhorias e as promessas de 32 anos de atraso.

  6. Luiz de Deus abandonou o povo mais pobre e nescessitado, ele se preocupou demais com praça e asfalto e esqueceu que o povo está desempregado e sem saúde básica

  7. Se Galinho quer realmente mudar,a união sensata é com capitão paz.Luiz de Deus e Anilton é novamente trair o povo e continuar o inferno

  8. No ocaso de seu ultimo mandato, o prefeito faz o que mais gosta: praças e mais praças. E asfalto, claro, pra esquentar a cidade e enriquecer a empresa queridinha…vai ser lembrado como ” Luiz Praça”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.