Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Vereadora Evinha Oliveira (Solidariedade). Foto: Assessoria Parlamentar



 

 

PAULO AFONSO – A vereadora Evinha Oliveira (Solidariedade) aprovou na sessão ordinária desta quarta-feira, 07, por unanimidade, o Projeto de Lei nº 5/2021 que obriga a prefeitura de Paulo Afonso a ter total transparência no processo de vacinação contra a Covid-19.

 

“Fica estabelecido a obrigatoriedade da publicação de relação dos nomes de todos os vacinados contra Covid-19 no município de Paulo Afonso-BA, pelo SUS – Sistema Único de Saúde, sendo diariamente atualizada até às 19h00 horas, no site oficial da Prefeitura Municipal de Paulo Afonso”, diz um trecho do projeto.

 

Durante a discussão para aprovação, o vereador Leco (PSD), líder da bancada de situação, propôs uma emenda modificativa que alterava o projeto no ponto crucial, tornando a facultativa a divulgação ao vacinado e/ou familiares.

 

A emenda foi derrubada por 6 votos a 5 e o projeto da vereadora aprovado por unanimidade sem alteração. A vereadora comentou seu voto contrário à emenda proposta pelo vereador Leco (PSD).

 

“Eu sou contra a emenda porque a vacina é comprada com recursos públicos, então essa emenda é inconstitucional porque ela afronta a lei de transparência”, comentou Evinha sobre a emenda proposta pelo governo municipal.




 

Desde o início do processo de vacinação a vereadora recebe denúncias de fura-fila e tentou com o projeto garantir que total transparência da prefeitura obrigando-a a divulgar os nomes.

 

“Queremos ter a certeza que nenhuma pessoa receberá indevidamente a vacina, acesso desigual à recursos da saúde é crime e muito lamentável se consideramos o nível crítico da pandemia no nosso país; ao mesmo tempo agradeço aos colegas pela aprovação do projeto e vamos continuar vigilantes”, concluiu Evinha.



Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

3 respostas

  1. Tomarei a vacina, mas não gostaria de ter meu nome divulgado nessa lista. Não sei como vai funcionar, quem terá acesso. Projeto ao meu ver polêmico e desnecessário.

    1. Bryan, imagina uma pessoa que tenha direito, deixar de tomar a vacina pois outra pessoa com algum tipo de influência a tomou no seu lugar. Com essa lista sendo divulgada, a pessoa que tomou a vacina poderá verificar se seu nome consta na lista oficial. Caso não exista seu nome, essa vacina pode ter sido desviada. Com uma transparência maior acerca de quem realmente está tomando a vacina, inibe a prática de fura fila, pois as pessoas irão perceber. Infelizmente esse é o nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.