28 de outubro de 2021

Após convocação de Mário Júnior, Chesf diz que interdição (muro) é temporária para obras nos diques de PA

Por

Redação (pa4.com.br)

Foto: Flávio Marcelo

 

Um dia após o deputado federal Mário Negromonte Júnior (PP), oficializar convocação do presidente da Chesf, Fábio Alves, para explicar a construção de um muro de concreto em cima do ‘paredão’ até às margens do Rio São Francisco que está bloqueando o acesso a áreas de lazer e de banho em Paulo Afonso-BA, a empresa publicou nota oficial informando que a interdição é apenas temporária e tem o objetivo de implantar obras nos diques de PA. Veja abaixo:

“Para melhor preservar a segurança e o bem estar de toda a população do entorno das suas barragens e diques, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) vem desenvolvendo um conjunto de ações de preservação e manutenção das Áreas de Segurança de Barragens que, na Regional de Paulo Afonso (BA), inclui o Complexo Hidrelétrico, as usinas Luiz Gonzaga (Itaparica) e Xingó.

As áreas de segurança estão sendo delimitadas e identificadas, em atendimento à Lei nº 12.334/2010 (artigo 8º – inciso VI) e regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A Chesf reforça a importância do projeto e esclarece que a sua execução não interferirá no acesso às áreas públicas do Município, sobretudo àquelas destinadas ao lazer e turismo. A situação de interdição de acesso à crista dos diques é temporária para possibilitar a realização dos serviços.

As áreas que estão sendo delimitadas permanecerão com acesso público de forma controlada, permitindo práticas esportivas saudáveis, como caminhadas e ciclismo, contudo proporcionando maior segurança à população. A Chesf, atenta aos anseios da comunidade, está em diálogo com a Prefeitura Municipal para definição das ações que visam tornar os diques mais aprazíveis para a comunidade.

O diretor de Operação da Chesf, João Henrique Franklin, explica que diques são barragens, construídas para delimitar o reservatório, impedindo que a água se espalhe sobre a cidade. “Os diques têm funções técnico-operacionais imprescindíveis para a segurança dos empreendimentos e de toda a população. As obras de melhoria em curso trarão muitos benefícios para toda a população”.

Os benefícios esperados com essas ações proporcionarão à comunidade local melhoria na segurança pública, preservação da limpeza e conservação das áreas, prática de esporte e circulação segura, reurbanização do local e segurança das estruturas.”

 

Mário Júnior convoca Chesf e Minas e Energia para explicarem construção de muro às margens do São Francisco. Fotos: Instagram/Zé Carlos

 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 7

  1. João Bernardo says:

    Oxalá que seja já exigência para a privatização do setor, pois os mais de 30 anos que trabalhei nesta empresa, pude constatar as atrocidades que a política de ladrões, fizeram nesta empresa.

  2. De olho says:

    Que vergonha esse muro! E as muitas ocupações e construções irregulares aio longo do cânion vão tomar providências quando,? Na Vila Nobre é só o que tem

  3. Guia says:

    Tudo é temporário para a Chesf. O fechamento da usina para visitação é temporária até hoje, também, o bondinho, modelo reduzido, cogumelo, dique da usina IV tudo é temporário.

  4. De olho… says:

    Que conversa é essa da Chesf? Um muro de alvenaria ser temporário? Parece ser desculpa, aquela coisa que “vai que cola”. Posso está errado, mas estranho é.

  5. PAULO KERUAK says:

    Esse muro não vai mudar nada pra cidade de Paulo Afonso, só vai interferir na vida de quem for fumar maconha e fazer sexo nas pedras e beiradas desse rio. A cidade já tá decadente ha muitos anos com uma política de família e amiguinhos chesfianos com a maioria da população desempregada, o comércio falido e turismo que perde pra Glória e outras cidades próximas dessa, vamos ser menos hipócritas!!

  6. Oliveira says:

    Quem não já ouviu: O temporário definitivo, pois bem, vai ser assim com esse famigerado muro, o bondinho, quando o temporário vai acabar?, ou será que eles estão esperando o bondinho acabar definitivamente sendo comido pela ferrugem e descaso.

  7. JOÃO APOLONIO BESERRA says:

    O GRANDE PROBLEMA HOJE EM DIA É QUE NINGUÉM SABE MAIS O QUE É VERDADE. JÁ OUVI DIVERSOS COMENTÁRIOS A RESPEITO DESSE MURO, QUE EM UM DELES DIZIA QUE A CHESF ESTAVA FECHANDO ESSE ACESSO PORQUE AS PESSOAS ESTAVAM ROUBANDO AS PEDRAS DO PAREDÃO E PODERIA PREJUDICAR/ENFRAQUECER O MESMO. SE ISSO É VERDADE, CABE UMA AÇÃO CONTRA ESSAS PESSOAS, POIS SE HAVIA ESSE DESVIO DE MATERIAL A CIDADE PODERIA SER AMEAÇADA POR UM ROMPIMENTO DO PAREDÃO DE CONTENÇÃO. AGORA ESSA ESTÓRIA DE MANUTENÇÃO ESTÁ MEIA FORA DE FOCO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!