(“Alô turma!”) Familiares e amigos lamentam morte de Fernando Mota aos 73 anos: “Te amo muito painho!”

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 12 de julho de 2020 às 12:11

Fernando Lucas Pessoa Mota, 73 anos. Foto: Reprodução/Facebook



 

 

Paulo Afonso amanheceu neste domingo (12) mais triste, morreu no final da noite de ontem sábado, dia 11 de julho, o escritor Fernando Lucas Pessoa Mota, 73 anos.

 

De acordo com comunicado do seu falecimento enviado ao grupo de Whatsapp da ALPA (Associação de Letras de Paulo Afonso) da qual ele era membro, Fernando Mota deu entrada na noite de ontem (11) com um quadro complicado de saúde por causa da chikungunya e que, por conta disso entrou no estado de Sepse e veio a falecer pouco tempo depois de dar entrada no Hospital Nair Alves de Souza. “Às 22:53 o professor Francisco nos informava que ele havia sido entubado e com sepse e que a médica havia informado da alta gravidade do seu caso “só um milagre”. Às 23:59, em nova mensagem o professor Fernando nos informava do seu falecimento. “Pessoal, perdemos nosso confrade. Acabou de partir. Vamos ver como o honraremos, apesar das restrições. Não foi Covid-19, foi chikungunya“., dizia o comunicado.

 

“Muito abalados com essa notícia, deixamos o nosso abraço a todos os familiares e amigos e rogamos ao Pai Celestial que o Espírito Santo consolador esteja com cada um e com todos nós da ALPA nesse momento de tristeza e de dor.”, escreveu no mesmo grupo Antônio Galdino da Silva, Presidente da ALPA.

 

A perda de Fernando Mota causou comoção nas redes sociais, onde amigos e familiares relataram virtudes e momentos vividos ao se despedir do poeta, por meio de mensagens.

 

Um dos filhos, Luciana Alcântara, escreveu a dor do luto e o amor que sente pelo pai: “Painho te amo até a eternidade! Eu não consigo acreditar que você partiu. Te amo tanto, que está doendo demais! Eu ia te ver amanhã de manhã, mas o nosso Deus e Jesus Cristo te chamou com urgência, eu fiquei aqui sem entender. Te amo tanto, mas vou ficar com as nossas risadas e seus conselhos! Sei que lá você vai trabalhar na obra do Senhor, você era muito espiritualizado. Nisso meu coração se enche de consolo. Te amo muito painho! Minha vida nunca será igual! Nas últimas vezes que nos falamos eu sempre me despedia dizendo painho eu te amo! Peço a Deus que te guarde bem protegido. Vai com Deus meu amor meu pai querido e meu poeta pra sempre imortal em meu coração! Te amo pra sempre!”

 

Fernando era membro da Academia de Letras de Paulo Afonso e seus confrades também lamentaram:  “A Academia de Letras de Paulo Afonso está de luto, o meu coração está dilacerado e minha alma chora. Vai em paz, meu nobre amigo e confrade Fernando Lucas Pessoa Mota. Que o Espírito consolador conforte a todos nós da ALPA, aos familiares e amigos.”, escreveu Marcos Antônio Lima.




 

O ex-prefeito Zé Ivaldo disse que Fernando Mota era o poeta dos acrósticos: “O céu chora mansinho. O mundo fica mais cinzento, tristonho… Custo a crer. A manhã chuvosa me traz a má notícia: Fernando Mota se foi. O poeta dos acrósticos, o guerrilheiro das redes sociais. Qual Che Guevara, sabia combinar a dureza da luta com a ternura. Não, não era hora ainda. Pq a pressa, Fernando? Com certeza, alguma tarefa inadiável a cumprir, dada a tua forte determinação! Foste tu apressar o sol, reanimar a esperança? Aqui ou acolá, eu sei, sabemos, vc foi, e é, imprescindível! Fernando Mota: Presente!!”

 

A ambientalista Valda Aroucha lembrou do bordão favorito do escritor: “Alô Turma!, era assim que S. Fernando Lucas Pessoa Mota começava suas mensagens. Que sua caminhava ao encontro de Deus seja iluminado, poético e que seja acolhido com todas as bênçãos. Quanto bem havia entre nós! Um humanista, sociopolítico e cidadão partícipe deste país.”









8 pensamentos em “(“Alô turma!”) Familiares e amigos lamentam morte de Fernando Mota aos 73 anos: “Te amo muito painho!””

  1. Uma perda repentina e irreparável!!Concordo com vc Luciana,com certeza ele foi chamado as pressas porque Deus precisava dele la no Plano Espiritual..Fernando foi também um grande trabalhador da Doutrina Espírita em Paulo Afonso.
    Estava sempre disposto a ajudar a todos que dle precisasse.Sou muito grata a Deus por a sua amizade.
    Vá com Deus meu grande e amado amigo!

  2. Fernando foi embora antes do combinado… Uma partida rápida e inesperada, especialmente para ele, cheio de vida, poesia e tão combativo! Tive a alegria de tê-lo em minha família e ver os seus inúmeros acrósticos, inclusive sendo presentada com um deles. Vai em paz, Fernando! Meus sentimentos a todos, especialmente a Lúcia.

  3. Que o poderoso Deus conforte a família e os amigos nesse momento tão difícil, seu Fernando Mota é pai de uma grande amiga Amari Mota que é casada com o Tenente Malveira que serviu muito tempo na 1ª Cia Inf, são nossos amigos de longa data.
    Deus cuide dos familiares e amigos são os nossos sinceros sentimentos.
    Narcelio, Leila e Radassa

  4. Fernando sem dúvida alguma além de poeta, excelente orador. Conhecedor profundo das coisas da alma e do espírito. Uma partida que sem sombra de dúvidas deixará saudades, vazio enorme; mas a certeza de que sua jornada continua. Seus amigos e irmãos de Delmiro Gouveia abraçam e se unem a família neste breve momento de despedida. Que as moradas na casa do pai te recebam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.