26 de setembro de 2021

Acusado de matar mulher de 44 anos em Paulo Afonso vai a julgamento no próximo dia 27

Por

Redação (pa4.com.br)

Luiz Fernando de Morais Santos. Foto: Divulgação/PC e a vítima Patrícia Campos, 44 anos.

 

Luiz Fernando de Morais Santos será julgado na sala da 1ª Vara Criminal no Fórum de Paulo Afonso, através de vídeo conferencia, no próximo dia 27 de agosto, a partir das 9:30. Ele é acusado do assassinato da sua vizinha, Patrícia Campos Albuquerque de 44 anos, no bairro Santa Inês, em Paulo Afonso-Bahia. O crime aconteceu no dia 4 de agosto de 2020, há exato 1 ano.

A audiência de instrução e julgamento foi marcada pelo juiz de direito da 1ª Vara do Júri e Execuções Penais da Comarca de Paulo Afonso, Dr. João Celso Peixoto Targino Filho.

Além da acusação pelo assassinato de Patrícia, Fernando também alvejou o esposo da vítima, José Celso da Silva de 44 anos, com um disparo de arma de fogo. À época, segundo o próprio Celso, a bala que o atingiu atravessou seu tórax passando a um milímetro da veia aorta

Celso sobreviveu, mas Patrícia que foi atingida por quatro tiros, três no braço direito e um na região do peito, não resistiu e veio a óbito no local. O crime aconteceu por volta das 11h50m do dia 4 de agosto de 2020 em frente à residência do casal, na Rua Pituaçu, Bairro Santa Inês (BTN).

A vítima era mãe de três filhos adolescentes, duas garotas e um rapaz. Logo após o assassinato, imagens das crianças chorando sobre o corpo da mãe circularam nas redes sociais e comoveram a população.

Luiz Fernando está preso desde o dia 18 de fevereiro. No dia da prisão, o delegado titular da Polícia Civil de Paulo Afonso, Eduardo Henrique, disse em entrevista à rádio Angiquinho que o motivo do crime foi fútil, por causa de uma discussão motivada pelo barulho do escapamento da moto do irmão do autor do homicídio. Informou ainda que Fernando teria confessado o assassinato.

“Ele confessou, deu uma justificativa de forma informal, não teria sido por causa de som (alto), já havia uma possibilidade de Celso, segundo ele, estar armado, e que não tinha nada contra Patrícia, não efetuou os disparos na intenção de matar Patrícia, na versão dele. Foi um crime horrível, um crime hediondo por uma motivação fútil. Uma discussão, o autor pegou uma arma de fogo e ia disparar contra a pessoa de Celso, a esposa de Celso possivelmente se atravessou na frente, não quis deixar e terminou o Luis Fernando efetuando os disparos nela. Foram quatro disparos, ela faleceu. O Celso também foi baleado, mas graças a Deus sobreviveu.”, disse o delegado.

Dr. Eduardo explicou que Fernando se entregou à polícia porque sabia que cedo ou tarde, ele seria preso. O trabalho implacável da polícia através de sucessivas diligências o estava incomodando.

 

ERRATA – Será realizada audiência de instrução e julgamento e não júri popular como informou anteriormente o site. A informação já foi devidamente corrigida na matéria acima. O site pa4 reforça o compromisso com o jornalismo pauloafonsino, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 4

  1. Nascimento says:

    Pena total ,pra esse …, ele nao pode esta solto tem que pagar e so sair da cadeia quando pagar pelos crimes cometidos.

  2. Max says:

    Vai pegar no máximo 30 anos e com 5 vai estar solto na condicional, agora a mulher e seus filhos pegaram perpétua., Uma perdeu a vida e as crianças perdem a mãe e ganham um trauma pra vida toda. Justiça só de Deus.

  3. Willa says:

    Mais já?enquanto aos outros crimes cujo esses já tem mais de anos sem serem julgados?

  4. francisco j says:

    Vai passa uns meses na cadeia depois será solto, vai sair se achando valentão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!