Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

OZILDOALVES.COM.BR – CONTATO


Mensagem enviada através do site em 16/2/2011 – 22h20m


=============================================================


 


Nome: João Clareno Medalha


E-mail: [email protected]


 


Mensagem: JOÃO CLARENO MEDALHA: BONITAS E VAZIAS


 


Estive num bar com um amigo e três amigas dele. Mulheres bonitas. Era seu aniversário e comemorávamos. O assunto relacionamento foi logo posto à mesa. A primeira disse: “Não sei por que as pessoas com quem eu quero namorar não querem nada sério comigo, não sou feia!”.


 


A segunda falou: “Namorei um rapaz por um mês e ele me trocou por uma baixinha toda intelectual. Não entendo os homens, sei que eles gostam de mulheres gostosas e bonitas. E, quando encontram, não dão valor”. As queixas das três já estavam escorrendo pela mesa, quando outra amiga dele, que estava atrasada porque foi deixar o namorado na rodoviária, chegou. Se apresentou, pediu desculpas por ter atrasado e se sentou.


 


A terceira, que ainda não tinha se lamentado, continuou: “Estava numa festa e dancei com o primo de minha amiga. Ela o adorava. Disse que nunca conheceu alguém tão especial. Ele dançava muito bem só que não fazia meu tipo. Ficamos conversando. Ele tinha uma conversa meio estranha, mas era interessante. Falava olhando dentro do olho e alguma coisa nele me encantou. Minha amiga, a prima dele, me puxou e mostrou sua ex-namorada. Era uma mulher lindíssima. Como pode uma mulher dessas namorar um cara assim? Depois da conversa, admito, tive vontade de ficar com ele, mas minhas amigas estavam lá, ‘ia queimar meu filme’. Vê se pode, quando aparece um cara legal, ele é feio”.


 


A que chegou atrasada ouviu as queixas e comentou: “Conheço pessoas bem bonitas, fiquei com algumas, mas sou amada (e amo) de verdade alguém que me conquistou pelo que é e não pelo que aparenta ser. É um cara simples, algumas amigas não entendem porque estou com ele. Se não concordam com a minha escolha, não ligo. Ele faz questão de me incentivar a crescer e ser uma pessoa melhor. Se hoje me deixasse, o que vivi com ele já seria valioso. A gente não se preocupa mais com o essencial. Não quero ser hipócrita e dizer que beleza não conta, mas medir relacionamentos por isso é concordar em não ser valorizada, apenas desejada. O rapaz que você admirou não era bonito como queria, mas mexeu com você. A prima dele disse que ele era especial e você evitou ficar com medo do que suas amigas iam achar. Pode ter perdido uma chance de ficar com alguém maravilhoso”.


 


Meu queixo caiu. A mulher abriu a boca uma vez e falou coisas mais interessantes que as outras três durante a noite toda. Senti atração e admiração por ela.  Pelas outras, só desejo. No tempo que estávamos ali, apenas aturei o papo fútil delas. Já percebi que a moda é manter as aparências e não ser feliz. Talvez, mulheres belas e vazias não conseguem namorar como gostariam porque não têm nada a acrescentar, além do corpo e da cara bonita. Vão continuar sendo objetos de desejos, somente. Achando que rosto e corpo belos são garantias de admiração, valorização e amor.


 


João Clareno Medalha

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.