Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print


Foi implantado no dia 21 de Dezembro de 2010 o Programa Ronda no Bairro, com o objetivo de melhorar a segurança de quem reside nos BTNs e adjacências, o programa conta com quatro viaturas, cada uma com três policiais, além de seis motocicletas, cada uma composta por dois policiais fazendo a segurança por setor naquela localidade.


Desde que foi implantado, o programa, já fez diversas apreensões de drogas e conseguiu desarticular algumas quadrilhas. No entanto, o detalhe é que os 50 policiais (Civil e Militar) capacitados para o Ronda no Bairro estão sem receber pelo serviço prestado desde que o mesmo foi lançado. 


A nossa redação constatou que, esse dinheiro deveria ser um extra, ou seja, os policiais receberiam fora da sua escala normal de trabalho, mas até agora não existe sequer uma promessa do repasse. Porém, em conversa realizada com alguns policiais que compõem o Ronda nos Bairros, os mesmos pensam em realizar uma paralisação caso não haja o repasse até o fim deste mês de fevereiro. Entretanto, agora resta esperar e torcer para que isso não aconteça e o BTN não tenha que viver dias de violência e terror como era no passado. Com informações do Notícias Agora.


Da Redação do Portal Ozildo Alves:


O vereador Ozildo Alves (PTN) autor da indicação que trouxe o Ronda no Bairro para o BTN, entrou em contato na manhã de hoje (14), com o 20º Batalhão de Polícia Militar onde ouviu do Capitão PM Fernandes a informação de que o pagamento do mês de janeiro será efetuado nos próximos dias. Já os dez dias do mês de dezembro que os policiais também têm direito, Fernandes disse que enviará as informações para Salvador para serem pagos posteriormente.


Para Ozildo Alves, é inadmissível, a essa altura, haver uma interrupção do Ronda no Bairro, uma vez que desde que foi instalado, o programa vem garantindo maior tranquilidade ao povo do BTN e diminuído consideravelmente a criminalidade no bairro. “Desde que tomamos conhecimento do problema estamos buscando uma solução, os policiais estão certos em reivindicar um direito que foi garantido pelo Programa e que até agora não vinha sendo cumprido, o programa não pode parar, seria um grande retrocesso num trabalho que vem alcançando resultados muito satisfatórios, mas, graças a Deus, o problema já está se resolvendo, ouvi isso do próprio capitão” disse o vereador Ozildo Alves.


Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.