Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Por Edvaldo Gomes (Lalau)


Caros internautas, hoje recebi do meu irmão Adeildo, uma notícia que estava prestes, a saber, mas não com uma repentina morte de um símbolo ou ícone da Praça Libanesa, “Carlinhos de Amaro”, meu amigo, nosso amigo, pois jamais fez algo que desabonasse sua conduta perante aqueles que o respeitava dia a dia, exemplo para mim, pois vi em sua figura um amigo que me aconselhou a ser alguém na vida ,como também a viver bem com minha família.


O admirei como pessoa, também como atleta, pois participei de sua vida esportiva, tanto como companheiro, como também sendo seu fã, por sua habilidade e facilidade em viver.


Eu, Lalau posso dizer, sem vergonha de ser feliz, tive um amigo, pois pude acompanhar sua vida, que se despediu desse mundo de forma tranquila como ele era. Sem demagogia, família Tavares, minha família jamais esquecerá Carlinhos.


Carlinhos foi jogador do Caveira, Mulungu Atlético Clube (MAC) e Libanesa, com certeza deixará lembranças a quem o admirou.


Outro amigo de infância, o blogueiro Dimas Roque, postou a seguinte declaração em seu Blog:


 


Morre um Rebelde Livre! Morre alguém que nunca se deixou levar pelas normas impostas pela sociedade. Carlinhos foi livre até o último sopro de vida. Morreu deitado em uma cadeira “preguiçosa”. Instantes antes ele chamou a todos para se despedir. Olhou e deu seu último suspiro. Teve todos a sua volta, como só os grandes conseguem. Carlinhos deixa saudades em meu coração e nos de seus muitos amigos. Os amigos da Libanesa.”


 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.