Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

A escassez de chuvas na Bahia levou 22 municípios a decretar situação de emergência. Os dados são da Cordec (Coordenação Estadual de Defesa Civil), órgão do governo baiano. 14 cidades do Rio Grande do Sul também estão em situação de emergência pela seca.


 


Os decretos começaram a ser feitos em novembro passado, mas a maioria é datada deste mês. A Cordec informou que disponibilizou carros-pipa e cisternas emergenciais para tentar “amenizar o problema” nos municípios, localizados principalmente na região do semiárido baiano.


 


“Os recursos para carros-pipa estão garantidos. O município que estiver enfrentando longo período de estiagem pode ter a ajuda do Estado, basta encaminhar a solicitação que atenderemos”, afirmou Antonio Rodrigues, coordenador da Cordec.


 


Ele citou o exemplo de Caetanos (497 km de Salvador), onde não chove significativamente há mais de dez meses. “O decreto acaba virando um instrumento administrativo para chamar a atenção do Estado para o município e para remanejar verbas para atender os atingidos”, disse.


 


Os municípios afetados pela seca que decretaram situação de emergência são: Abaíra, Andorinha, Aracatu, Boquira, Buritirama, Caetanos, Caetité, Canudos, Chorrochó, Cordeiros, Glória, Ibitiara, Igaporã, Manoel Vitorino, Muquém do São Francisco, Nordestina, Planalto, Poções, Rio do Antônio, Rio do Pires, Santa Brígida e Urandi.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.