Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print


O funcionário da Chesf, Francisco Bezerra Sandes (Chico), de 53 anos, morador da Rua Rui Barbosa, Centro de Paulo Afonso morreu no último sábado, 08/01, vítima de um acidente de trânsito ocorrido 13 dias atrás, no perigoso cruzamento da Amâncio Pereira com a Rua Santo Antônio. A morte de Chico, que era uma pessoa bastante popular e muito querida, causou revolta entre os seus amigos e familiares. Houve negligência e descaso, tanto pelo causador do acidente, quanto no atendimento dado pelas unidades de saúde de Paulo Afonso. Como mostra através do e-mail abaixo, um dos membros da família da vítima, de nome Kleber Almeida:


 


 


Kleber Almeida “descaso no hospital Nair Alves de Souza


[email protected]


 


Sr. Ozildo Alves é com muitos pesares que venho através deste e-mail falar o que aconteceu neste final de ano em minha família. No dia 26/12/2010, o Sr. FRANCISCO BEZERRA SANDES, 53 anos, morador da Rua Rui Barbosa, nº 232, funcionário da CHESF há trinta e poucos anos, foi atropelado no cruzamento da Rua Amâncio Pereira com a Rua Santo Antônio. Ele vinha descendo sentido Praça Libaneza,
quando um rapaz embriagado, que teria que parar para atravessar a rua e não parou e o atropelou fortemente.


Socorrido pelo SAMU, foi atendido no hospital da cidade, sendo liberado logo em seguida pelo médico de plantão dizendo que ele poderia ir para casa, que só teria quebrado duas costelas. Depois de prestar depoimentos foi para casa, e não aguentando de dor foi para Clínica Santa Mônica recebendo um péssimo atendimento. Ficou quase 48 horas sofrendo com dores e nada de médico (e a internação custou 10 mil reais).


 


Quando a família resolveu levá-lo para o doutor André examiná-lo, percebeu que tinha 12 costelas quebradas e que poderia ter mais. Em Aracajú constatou-se 14 costelas quebradas, mas já era um pouco tarde, pois o mesmo era diabético e já era terça feira à noite, o quadro já estava avançado e uma das costelas teria furado o pulmão e infeccionando tudo por dentro, vindo a falecer no dia 08/01/2011.



Queria deixar minha indignação com o descaso, a uma pessoa que só precisava de um atendimento digno, e que não foram capazes de lhe oferecer esse direito de cidadão, enquanto algumas pessoas pensam que são donas do hospital, as pessoas que ajudaram a construir essa cidade estão morrendo de graça. Um abraço! 


 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.