Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print


Em clima de silêncio em relação às mudanças que promoverá em seu governo, o governador Jaques Wagner (PT) pode bater o martelo hoje sobre os nomes que irão compor o seu quadro de auxiliares. A tendência é de que, em reunião hoje com o secretário de Relações Institucionais, Cezar Lisboa, principal articulador na formação de sua equipe, o chefe executivo defina como será feito o anúncio do secretariado para o próximo quadriênio. Ambos tiveram sucessivos encontros esta semana, com o objetivo de fecharem as negociações em torno dos espaços pleiteados pelos partidos aliados.


 


Além do PT, somam na base PP, PCdoB, PSB, PDT, PRB, PSL e PHS.  Segundo informações de bastidores, o fim de semana promete ser de novidades no alto escalão do governo. Ontem, Lisboa voltou a passar horas na Governadoria discutindo as reivindicações das siglas que compõem a base, entretanto, através de sua assessoria de imprensa, disse que não podia adiantar informações sobre o assunto. Líderes dos partidos afirmam viver “em compasso de espera”, já que não tiveram uma conversa reservada com o governador sobre o assunto. Uma das legendas que já expressaram o desejo de obter mais espaços no governo petista é o PCdoB. Segundo o presidente estadual da sigla, o deputado federal Daniel Almeida, a avaliação é de que os representantes do partido no governo cumpriram “de forma positiva os seus papéis, “portanto esse ponto deve ser considerado pelo governador”.


 


 “Não sabemos qual o critério estabelecido por ele, mas já passamos nosso pleito ao secretário (Cezar Lisboa) que ficou de levar até ele”, disse Almeida, esclarecendo que a busca não deve ser medida pela “quantidade de secretarias, mas pela qualidade dos espaços”.



O presidente estadual do PT, Jonas Paulo, também fez suas considerações a respeito. “A ideia do governador é contemplar todos os partidos da base aliada. É lógico que o PT será contemplado em áreas sensíveis. No entanto, todos os espaços operacionais já estão sendo discutidos para que seja possível contemplar, também, todos os partidos da base”, garantiu.


 


Apesar de não ter conversado com Wagner, o presidente do PDT baiano, Alexandre Brust, deixou claro que a aposta do partido é grande para este mandato. “Nosso parâmetro é o PP, pois estamos com o mesmo tamanho”, frisou. O Partido Progressista, que tem na linha de frente o atual ministro das Cidades, deputado federal Mário Negromonte, possui hoje duas secretarias, enquanto o PDT tem uma. Especulações dão conta de que o vice-governador, Otto Alencar, estaria na cota do PP para compor uma pasta de destaque, a exemplo da Secretaria de Infraestrutura, considerada uma das maiores do governo.


 


O vice-governador negou ontem as especulações em torno do secretariado. Em entrevista, ele procurou se isentar de qualquer opinião sobre o assunto. “Isso é ele (Wagner) quem vai decidir”, pontuou.


 


Expectativa de poucas mudanças


 


Além de Otto, alguns nomes continuam sendo especulados para o governo, a exemplo do ex-ministro Juca Ferreira para Secretaria de Cultura. Em processo de desgaste, Márcio Meireles, que hoje ocupa a pasta, tem sido um dos cotados para deixarem a gestão. 


 


No rol dos nomes que podem permanecer no alto escalão, estão o do assessor geral da Agecom, Robinson Almeida, o da chefe da Casa Civil, Eva Maria Chiavon, e César Nunes, da Secretaria de Segurança Pública. Vale ressaltar que diante do que se ouviu na posse, a expectativa é a de que ocorram poucas mudanças. “Este é um governo de continuidade, é o segundo mandato, portanto, não esperem grandes mudanças”, afirmou Wagner durante o ato. 


 


Na posse, Wagner sinalizou que sua meta de governo está voltada principalmente para o social, porém com melhorias na educação, com a ampliação e qualificação do ensino básico. O governador quer ainda aprimorar a infraestrutura do estado, a segurança, o combate e a prevenção às drogas. 


 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.