Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

O vereador Antônio Alexandre (DEM) que é o novo Líder do Governo Anilton Bastos, na Câmara Municipal de Paulo Afonso resolveu falar pela primeira vez, com um órgão de imprensa, após ter declarado que caso o médico Luiz Aureliano fosse o novo secretário de saúde do município, ele sairia imediatamente do DEM.


Como o prefeito Anilton Bastos (DEM) contrariando não só Antônio, como também o vereador Marquinhos do Hospital (DEM), que já o chamou até de “meliante e “verme” no plenário da câmara, empossou nesta segunda (03), o polêmico médico na pasta da saúde, Antônio devia uma explicação ao povo de Paulo Afonso quem quer saber se ele vai mesmo deixar o partido. Em conversa exclusiva com o portal ozildoalves.com.br, Antônio Alexandre disse que não pode deixar o DEM porque corre o risco de perder o mandato “Olha eu só não saio do partido porque eu perco meu mandato, todo mundo sabe disso, é a questão da fidelidade partidária, por isso que eu não posso nesse momento deixar o DEM”, argumentou o vereador.


Questionado se ele teria se arrependido da declaração dada a imprensa, ele foi taxativo “De jeito nenhum, se eu pudesse eu sairia sim e continuo dizendo que foi um erro do prefeito ter indicado esse elemento, eu lamento por isso, Anilton nos falou que resolveu testá-lo por entender que ele tem um bom trânsito com o Governo do Estado e com o Governo Federal e por conta disso poderia ajudar a prefeitura”.


 


Antônio Galdino


Luiz Aureliano


Perguntado como será seu posicionamento na câmara, quando a oposição fizer críticas ao novo secretário, uma vez, que agora como líder do prefeito, terá a obrigação de defender o Governo Municipal, Antônio surpreendeu “Eu vou é ajudar nas críticas, nesse caso estarei ao lado dos vereadores, mesmo porque eu sei que esse homem não serve pra nada e eu tenho certeza que ele será um péssimo secretário, eu falei isso pra Anilton, ele não vai dar certo”.


O vereador Edson Oliveira (PSC) que estava acompanhando a conversa com o site, pediu um espaço para passar uma informação sobre Aureliano “Pela primeira vez na história política de Paulo Afonso, um secretário municipal é detentor de um título de “Persona non Grata” (pessoa não bem-vinda) aprovado pelos vereadores de Paulo Afonso, isso nunca aconteceu na nossa cidade”. Dinho foi um dos vereadores que aprovaram em 2007, o indigesto título ao novo secretário de saúde do município.


E em seu primeiro dia de trabalho, algumas atitudes do secretário geraram muito descontentamento dentro do próprio grupo de Anilton e da própria população, principalmente a do BTN. Exonerações e mudanças administrativas no Hospital Municipal foram o “cartão de visitas” do desafeto de Antônio Alexandre. Enquanto isso, o prefeito Anilton Bastos, que deu toda autonomia para as decisões de Aureliano encontra-se de férias por pelo menos 15 dias.


Jugurta Nepomuceno, o vice, que já assumiu interinamente a prefeitura municipal, apenas acompanha passivamente todo o mal-estar instalado no grupo, após a chegada do “todo poderoso” (como é chamado por alguns), Luiz Aureliano.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.