Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print


Ex-prefeito “Bezeca” é o novo presidente da Câmara Municipal de Glória


 


Depois de intensas articulações para definir os nomes dos próximos vereadores que comandarão a Mesa Diretora da Câmara de Glória (BA), a base da prefeita Enavilma Negromonte (PP) sagrou-se vitoriosa ao eleger o vereador José Manoel Bráz (Bezcea) para a presidência, Zé Nilson vice-presidente, Nido de Dotor (DEM) 1º secretário e Gilmar Pereira (PP) 2º secretário.



Para alguns, a escolha de um vereador da base aliada da Prefeitura foi uma vitória da prefeita Ena Vilma Negromonte, para outros, os méritos foram para os Democratas que emplacaram dois vereadores do partido na mesa. Segundo informações, a articulação da composição da mesa foi feita pelo atual presidente do DEM em Glória, Laércio Lisboa, filho do ex-prefeito Tertuliano Lisboa. Porém, o presidente eleito, em seu discurso, deixou claro que “Não foi uma vitória do DEM como alguns estão querendo dizer, foi uma vitória do grupo da prefeita Ena Vilma” afirmou Bezeca.



 


 



Manoel Bráz (Bezeca) presidente eleito da CM de Glória


 



Já o Chefe de Gabinete da prefeita de Glória, Nivaldo Lopes, que também foi um dos articuladores de todo o processo eleitoral que definiu a nova mesa disse que a prefeita agiu de forma democrática: “A prefeita, compreendeu que havia mais de um vereador que pleiteava a presidência da câmara, depois de ouvir todos eles, determinou que todos se movimentassem e aquele que agregasse em torno de si, o maior número de votos, teria o apoio do governo, entendendo assim, que não era correto do ponto de vista político, bater o martelo e impor um determinado nome”.


 


 



    Nivaldo Lopes – Chefe de Gabinete da Prefeita Ena Vilma


 


Durante toda a rodada de negociação, o poder do Paço Municipal teve peso na escolha. A expectativa tanto da oposição quanto da situação é que fosse possível eleger um nome por consenso. Depois de confirmado o nome de José Manoel Braz o que circulava entre os principais articuladores da oposição, é que a prefeita não cumpriu o acordo com a oposição de fechar um nome que fosse consenso. Por isso, o bate chapa ficou inevitável. Com a eleição a ser decidida por apenas um voto de diferença, a disputa pelos vereadores indecisos se tornou a tônica durante toda esta segunda-feira (27). O voto de Zé de Sidú foi um dos mais disputados. 


 


 




 O povo e autoridades prestigiaram a concorrida sessão


 


A vitória de Bezeca se consolidou por 5 votos contra 4 do candidato  petista Valério José. Uma surpresa foi o voto de Zé Nilson que esteve ao lado da oposição durante todo o momento e no último instante declarou seu voto para Bezeca. Sem consenso e nenhum petista entre os novos integrantes da Mesa Diretora, a mostra do racha ficou ainda mais evidente.


 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.